Suécia

Um mimo da Suécia…


Muito bonitinho,adoro surpresas, adoro origamis.
Eu estava caminhando pelas ruas da cidade antiga no centro de Stockholm –Suécia e me deparei com uma japonesa muito simpática,na calçada, em uma mesinha , fazendo centenas de origamis, especialmente florzinhas e destribuindo (não vendendo ) para o povo que passava por lá. Bom, era Suécia, Stockholm, alto verão Europeu, na cidade antiga no centro, onde há muitos turistas, e ela lá contando um pouco de sua história e entregando essas florzinhas. Claro que conversei um pouco com ela e também minha florzinha de origami. Ela estava lá, mostrando sua arte, e também promovendo uma nova galeria de arte oriental que acabava de abrir em Stockholm,na cidade antiga. Fui visitar e amei tudo.
E eu ainda tenho a florzinha comigo :

Anúncios
Suécia

Já, já….

Eu já morei em um campus universitário americano onde rolava festa praticamente todas as noites nos quartos, já morei em cima de um Pizza Hut e Mac Donald’s onde tinha um drive thru que funcionava 24 horas todos os dias non stop, já morei um uma rua onde acontecia inúmeras rixas de carros após a meia-noite,já dividi quartos com japoneses , coreanos, árabes, americanos, russos, checos, poloneses, escoceses, ingleses, alemães, eslovênios, holandeses, os quais amavam uma manguaça e uma boa folia de madrugada. Também já dividi quarto com nerds que ficavam a noite inteirinha no computador tentando fazer mais um programa mirabolante que destruiria toda a rede de computadores russos, já aguentei casal de namorados na cama ao lado, na cama de cima, na cama de baixo, já morei no sótão de uma casa em pleno inverno onde a madeira fazia ruídos a noite toda, enquanto eu fazia um curso….Já dormi em albergues pelo mundo todo, ouvindo roncos e tosses crônicas a noite toda dos seis companheiros de quarto, chegadas inesperadas pelas madrugadas a fora, gente saindo, gente entrando, porta batendo, zíper de malas se abrindo, zíper de malas fechando, abrindo novamente, e fechando…. passos pesados ao chão, luz do banheiro acesa, barulho do chuveiro ligado, torneira ligada, tic tac, tic tac, tic tac, todos os barulhinhos de relógios, celulares, ipod, palm, bombinhas para asma…

Minhas colegas de quarto e eu comemos chocolate na minha cama….

fizemos bolhinhas de sabão no nosso quarto…

pularam a janela do meu quarto…

Acontece que tudo isso não se compara a minha realidade agora, NOW. Trabalho todos os sábados e tenho que acordar muito cedo – o que é super normal para mim, nunca foi meu problema. Acontece que eu moro relativamente perto ( umas 5 quadras ) do Clube da Terceira Idade, daqui da minha cidade. Todas as sextas-feiras eles tem um super baile, que começa mais ou menos a meia-noite e não tem hora para acabar ! Isso não é o pior, as músicas do “bailão” são basicamente forró, sertanejo, pagode, ou seja, meu inferno na terra. Não estou mais conseguindo dormir de sexta para sábado. Sei que sexta-feira é dia de balada para muitos, mas para mim não é. Estou pensando em comprar aqueles protetores de ruídos, sabe, ou aqueles de silicone que os nadadores usam para não entrar água nos ouvidos ? Alguém já usou protetores de ouvido, de ruídos ? Só sei que, de todos os malucos que eu já tive que aguentar durante meu sono precioso, os ” rapazes e moças” da Terceira Idade são meu único problema.

Rússia, Suécia

Vida de professor…


AI AI , VIDA DE PROFESSOR !!!!!!!!!….

Fato :

Professor tem que ser artista.
Professor de línguas estrangeiras tem que ser mais artista ainda.
Professor Brasileiro de linguas estrangeiras na Rússia tem que ser muito mais artista.
Agora, professor brasileiro de linguas estrangeiras na Rússia que de repente é “enviado” em uma missão especial na Suécia, ahhh, esse tem que rebolar muito ! rsrsrs







Primeiro eu precisava “tomar conta” de uns 20 pré-adolescentes russos em um navio onde tinham cassinos, lojas, parques, fliperamas, cinemas, e sei lá mais o que. É o seguinte, para chegarmos em Stockholm- Suécia, o caminho mais rápido e realmente melhor, é pegarmos um navio em Helsinki – FInlândia. É o seguinte, St Petersburgo-Russia, onde morei, é mais ou menos 2 horas de carro da Finlândia, então é tranquilo, ir à Finlândia era um passeio de final de semana para nós…..e de lá, pegamos o navio para Suécia. Éramos em três professoras, eu, uma Russa e uma Inglesa.


É um intercâmbio que a escola que eu trabalhava na Rússia fazia. Os adolescentes passavam 1 ou 2 meses estudando Inglês em escolas Suecas, e eu fui escolhida como uma das professoras de Inglês deles.Só que, obviamente não era apenas isso. Como viajávamos juntos e eu estava incluida em TODOS os passeios que a escola proporcionava na Suécia, eu tinha que “controlar” os adolescentes russos, que eram hiper ativos, afoitos e um tanto…..hum….encrenqueiros…rsrsrs…( mas eram gente boa, tipicos adolescentes doidos por estarem em um ´país diferente ). Era uma molecada muito ativa….rsrs….e como consumiam !!!!! compraram, compraram, compraram, tudo o que via pela frente, no navio, em Stockholm, em todos os lugares que passávamos. Tínhamos que freia-los muitas vezes, apenas em nome do bom senso, pois dinheiro eles tinham sim, e muito.
Quando eu andava com eles nas ruas daquele país tão civilizado cheio gente loira olhando para nós como se fossemos macacos da selva, eu gostaria de ter uma placa na minha testa onde dizia : EU NÃO SOU RUSSA , NÃO TENHO NADA A VER COM ISSO. rsrsrs

MINHA SALA DE AULA ….



Mas as aulas eram ótimas e os alunos também. Em sala de aula eu usei muito da minha criatividade, pois sabia que aquele intercâmbio era também para diverti-los ! eu não poderia ser o tipo professor carrasco – apesar que não acho que professor de linguas tenha esse perfil – mas tinham que ser aulas diferentes !!!!! Fizemos muito trabalhos em grupos, foquei mais em ensinar vocabulários com os quais eles poderiam fazer desenhos e montagens que fizessem conexão com todo aquele vocabulário novo. O bom também é que eles praticaram Inglês o tempo todo, em todas as novas atividades curriculares e extra curriculares como passeios a Museus em Stockholm, Universidade , etc . E até nos nossos churrascos na beira do lago !




É, vida de professor não é mole não. rs
Mas me diverti, e muito. 🙂

Amigos, Rússia, Suécia

Uma declaração de amor…

Existe uma pessoa que fez a minha viagem a trabalho para Suécia ser uma das viagens mais inesquecíveis e divertidas da minha vida.
Te agradeço do fundo do meu coração por…

– Confiar em mim, quando me convidou para trabalhar para você na Suécia, num cargo de tanta responsabilidade.

– Me apresentar para Stocolmo, eu amei aquela cidade !!

– Me levar para viajar de Navio, nunca tive uma experiência igual aquela, pensei que teria medo, mas a diversão cobriu todo o medo que eu poderia ter.

– Me animar nas tardes depois de um longo dia de trabalho.

– Dividir sua vida pessoal comigo, e seus momentos felizes,isso salvou minha vida.

– Entender meu humor, mesmo quando estava de mau humor, não querendo falar com ninguém.

– Ficar ali em silêncio, sem falar nada,sem me criticar, mas ainda ali comigo, e para mim.

– Salvar minha vida do estress e da rotina.

Como eu, você também não gosta de palavras em vão, sem sentimentos, mas não tenho medo nenhum de te dizer o quanto eu te amo e o quanto você foi e é importante para mim. Você é tudo de bom, é o tipo de pessoa no mundo que nós seres humanos não encontramos todos os dias em nossas vidas. Me sinto muito sortuda por esse presente, por ter te conhecido. Você é uma jóia, das mais caras .
Sempre, Luciana

Nossa trilha sonora :

Marya Carey – We belong together
Shakira – La Tortura
Elton John – Your Song
Black Eyed Peas – don’t phunk with my heart
Bryat Grim

Suécia

Don’t worry, be happy…

[ churrasco em Stochholm…]

Alguém um dia me disse que quando um sueco é estranho, é por que ele de ser realmente muito estranho…! garota sábia..Quem ficaria em total estado de pânico com um alarme falso de incêndio ? Um sueco, com certeza.
Não havia fogo, não havia fumaça e muito menos cheiro de queimado, mas é claro tinha que ter alguém em pânico, certamente procurando um terrorista no meio de nós. E com certeza os adolescentes loucos da Rússia tinham que ser os culpados por tudo isso. Isso que eu chamo de preconceito !
Nessa noite do incêndio falso nós vimos de tudo, presenciamos o pânico da mulher sueca que procurava pelo culpado, vimos turistas com as malas feitas do lado de fora do prédio e descalsos, com os sapatos em suas mãos !! por que será ?? fiquei pensando que deve ser um procedimento “sueco” ao ouvirem o alarme de incêndio, tirem seus sapatos !! E até tivemos o desprazer de ver um turista totalmente nú, correndo pelo corredor do prédio, que patético…
E nós ?? tiramos muitas fotos e demos muita risada enquanto esperávamos pelos bombeiros !!! ( ahh…queria tanto tirar fotos com os bombeiros )

Reflexões, Suécia

Ahhh Stockholm…

Nao importa o quanto voce eh profissional e um otimo fotografo, as pessoas nunca saberao o que voce estah realmente vendo e sentindo no momento da foto, eh uma pena. Quem sabe um dia teremos fotos com o cheiro do lugar, com a atmosfera e a essencia, fatores os quais nos fazem fotografar.
Quem sabe um dia teremos fotos que se movem, como as fotos do filme Harry Potter, as quais trazem lembrancas em movimento, nao como um video, mas como uma pintura que retrata a realidade do lugar, mas talvez esse misterio que nos faz querer fotos de pessoas, amigos, pessoas que mal conhecemos, lugares que nunca fomos, lugares que nunca pensamos existirem, lugares que sonhamos um dia visitar…

A arquitetura, as cores reais dos predios, os cachorros de rua, os cachorros nas ruas, as roupas e as cores das roupas das pessoas, os penteados de seus cabelos, seus sorrisos, suas tristezas, criancas brincando, turistas fazendo compras, comprando souvenirs para seus parentes e entes queridos, o sorvete “italiano” da sorveteria da praca, a pizza da cantina, o cachorro quente do metro, pessoas, pessoas, pessoas caminhando nas ruas, correndo para o trabalho, fumando, lendo, tomando seu cafe da manha em um banco isolado, lendo o jornal que eh destribuido gratuitamente…olhares…olhares desconfiados, olhares alegres e surpresos ao verem belas esculturas, olhares carinhosos ou irritados quando pedimos informacao para ir em algum lugar…bicicletas, motocicletas, carros,….flores, arvores, cereja, framboesa, cogumelos !!! cogumelos enormes no meio da grama, amoras caindo no chao…..
Alunos correndo, suores, brincadeira de crianca, sorrisos, raiva, brigas, alarme de incendio, barulho , muito barulho, madrugada…
Sao tantos lugares, tantos aromas, tantos rostos, tantos olhares….gostaria de algum dia poder transmitir tudo que sinto e senti nessas duas semanas.
Amanha de volta ao navio.
Bye bye Stockholm…sempre me lembrarei de voce…