Albergues, Bolivia, RoteiroBolivia

Loki Hostel em La Paz – super recomendo !

O Loki Hostel, o albergue que fiquei em La Paz é top de linha ! eu super recomendo. Fica na região central de La Paz, perto dos principais pontos e super fácil acesso. Legal que todos que se hospedam nesse hostel, colocam uma pulseirinha de identificação, sem ela, você não entra lá, não faz nada, não compra coisas no bar,…. Nessa pulseira está o número do seu quarto, seu nome…olha a pulseirinha :

Os quartos eu não acreditei…….são super amplos !!!! dá para andar à vontade dentro deles, e o banheiro então, é ENORME !!! eu peguei um quarto coletivo só para mulheres, com banheiro dentro. No banheiro de lá já tinha secador de cabelo e chapinha….demais, né ???? nossa, que hostel !

Também nesse hostel, tem uma área de laser muito gostosa de ficar, cheia de puffs , sofazinhos, tipo uma sala de leitura, onde é pedido para fazer silêncio…

O bar é demais….à noite fica lotado, para os alberguistas se conhecerem melhor, é um lugar para se fazer amizade ! gente da Europa toda, USA, Austrália, gente de todo lugar. É nesse bar onde é servido o café da manhã também. Muito bom.

O café da manhã já está incluído na hospedagem. Tem café, chá, leite, pão ( tipo pão francês ), geléias e manteiga. Uma delícia, o necessário e o básico de todo albergue.

Essas fotos abaixos são do dia que eu cheguei, ou melhor, à noite….eu estudando o mapinha de La Paz, para ver o que faria amanhã, e minha mochila ainda intacta ! rsrsrs….Ahh nesse dia que cheguei logo conheci uma brasileira, que também ficou no meu quarto por alguns dias, muito boazinha a menina, Mariana.

Loki Hostel 

Loyaza, 420 , La Paz

CLIQUE AQUI para ir ao website do hostel.

CLIQUE AQUI e veja TODOS os posts sobre Bolivia, estão lindos !!!

Anúncios
Bolivia, RoteiroBolivia

3º e último dia – Montanha Chacaltaya

Eu não disse que deixaria por último o melhor ??? esse passeio eu realmente fiz no meu último dia, conselho de quem já tinha ido à La Paz, é bom se acostumar com a altitude na cidade por uns 2 ou 3 dias, para depois tentar subir a Montanha Chacaltaya. Segui o conselho e estava ÓTEEEMA. Aliás, estive ótima a viagem inteira, sou vaso ruim. Pense que no topo tem essa cabaninha vermelha que é um charme ? tirei várias fotos dela, claro..

Então, a Montanha Chacaltaya funcionava a Estação de Ski mais alta do mundo ! Mas há um bom tempo já não funciona mais, pelo aquecimento global, falta de neve….ela está completamente abandonada…

Foi um dos lugares mais lindos onde já estive. Primeiro que nunca havia subido uma montanha assim, nunca tinha estado em uma altitude tão alta, um lugar tão alto, apesar de ter morado em vários países frios, nunca tinha estado num lugar tão mágico como a Montanha Chacaltaya. E , surpreendentemente, foi a querida Bolívia que me proporcionou toda essa emoção.

Numa semana antes , o guia disse que um menino teve um edema pulmonar nessa montanha, por conta da altitude. Teve gente que ficou dentro da van e não desceu por nada…de medo de passar mal ou por que já estava passando mal.

Sabe que me deu vontade de fazer outras coisas relacionadas à viagens de aventura…quero me preparar fisicamente e mentalmente para iniciar a colocar em prática de uns planos sobre isso…fiquei bem interessada e gostei muito desse “gostinho” que eu tive !!! e é um pessoal que eu gosto, que eu me dou bem…falamos a mesma língua, calçamos o mesmo tênis, entendem ?

Um pouco de wikipedia pra vocês : 

Chacaltaya é um pico da Cordilheira dos Andes localizado na Bolívia e que possui 5.421 m de altitude. Está a cerca de 30 km da cidade de La Paz e muito próximo a Huayna Potosí. O acesso à estação é por uma estrada estreita e bem íngreme, e para se chegar à base é necessário vencer um caminho de 200 m construído na década de 1930. É destino turístico de muitas pessoas todo ano, e a estação propícia para se esquiar é, supreendentemente, o verão, quando a neve está em melhores condições para o esporte. É controlado pelo Club Andino Boliviano. Faz muito frio no inverno e a neve é escassa nesta estação, funcionando somente nos finais de semana a partir do mês de novembro até fevereiro, durante o verãoNesse pico está a estação de esqui de maior altitude no mundo, a 5.395 metros em relação ao nível do mar. Atualmente, esta estação de esqui está desativada devido às mudanças climáticas (aquecimento global). Existem estudos para viabilizar outra estação nesta região em altitude superiores ( aproximadamente 5800 m)

Como vocês podem perceber, em algumas partes, não tem mais neve nenhuma ! é uma pena, a terra chora, a natureza está triste nessa região…tudo por causa do aquecimento global, nós seres humanos  estamos causando à essa região e muitas outras…..Só de saber que já foi uma estação de ski aqui….

Aqui em cima, também funciona um centro metereológico…tem uma casa aqui onde os cientistas e metereologistas trabalham o tempo todo e vivem aqui…imagine viver nesse lugar ??? que paz !!!

Tem post melhor que esse para eu terminar esse meu relato sobre a Bolívia ???? não, esse é perfeito ! Foi meu último dia no país e meu último passeio. Fechei com chave de ouro, o lugar mais lindo que conheci. Não ficaram com vontade de conhecer a Bolivia ???? fala sério….

Vocês perceberam que não estou querendo terminar esse post né …. ?? rsrs…é que a viagem foi muito boa, esse passeio então…foi o melhor de todos que já fiz !!!! Adiós Bolivia !!!! 

CLIQUE AQUI para ver TODOS os meus posts sobre a Bolivia….LINDOS !!!!

Leiam o post abaixo…é o trajeto para a Montanha Chacaltaya, coisa mais linda !

Bolivia, RoteiroBolivia

3º e último dia – No caminho para a Montanha Chacaltaya

Se eu disser pra vocês que eu fui para Bolívia especialmente para subir até a famosa montanha Chacaltaya ????? é isso mesmo ! considerei essa aventura como um desafio para mim, desafio pela altitude…( quase 6 mil metros de altitude ), desafio por que os blogs que eu li todos passavam muito mal , etc…eu queria ir até a Montanha Chacaltaya e pronto ! Esse post ainda será sobre o caminho até chegar à essa montanha…..o caminho todo é LINDO !!!!!

Então..quando eu comecei a ler sobre essa montanha na internet, vendo que muitas pessoas não conseguem chegar lá em cima, ou passam mal, ou até a maioria nem quer fazer esse passeio que é considerado meio perigoso, eu botei naminha cabeça que iria até lá !!! risos…cara, eu sou “meio” assim…qdo vejo que um monte de gente coloca empecilhos em alguma coisa, aí que quero fazer !

Todo esse tour para a Montanha Chacaltaya, eu comprei pela CAMEL Tours, como já citei em outros posts….fica ao lado da Igreja São Francisco, a primeira travessa com a Calle Sagarnaga..Eu paguei 100 bolivianos o tour inteiro : Chacaltaya + Valle de La Luna ( post abaixo ). 100 bolivianos são 25 reais. A van demora 1 hora e meia para chegar até lá em cima, onde tem uma parada, para continuarmos a travessia à pé. Agora só estou mostrando o caminho até chegar lá…..

Na van estávamos em umas 15 pessoas, de vários países e muitos brasileiros também. Era o motorista da van e o guia. Eles paravam a todo momento para tirarmos muitas fotos dessa maravilha de vista !!!! O motorista era um gênio….para subir é um puro precipício ! parecia que a van iria cair de lá de cima o tempo todo…risos…tem gente que nem conseguia olhar para baixo…e a altitude ia aumentando…e o frio também !!! MUITO FRIO !!!!

Já estávamos passando por alguns lugares onde dava para ver um pouco de neve….mas ainda muito pouco, apesar do frio ser cortante !

Ahh, e por esse caminho longo, além das surpresas da grande vista, vimos muitas lhamas também !!! lhamas adultas, lhaminhas filhotes, e bebês mamando na lhama mãe….que fofo….

Essa lhama estava toda arrogante…

E o post seguinte eu contarei tudo, de lá de cima da Montanha Chacaltaya…….

Bolivia, RoteiroBolivia

3º e último dia em La Paz – Valle de la Luna

O famoso sitio arqueológico chamado de Valle de la Luna  são formações geológicas esculpidas durante milhares de anos pela ação dos ventos e das chuvas, que deram um aspecto lunar para o lugar situado na parte mais alta da cidade.

Fica há mais ou menos 10 km do centro de La Paz, super fácil de ir , dá para pegar taxi ou ir em um dos passeios das agências de tours, que sempre fazem um combinado com outros passeios, e na volta, visitam o Valle de la Luna. Eu peguei um passeio desses, fui em um outro primeiro… ( que mostrarei em um outro post – vou deixar o melhor por último !!!! hehehe ).

Nossa, esse dia nesse lugar fez um sol !!!! mas estava frio…..era somente o sol forte mesmo…tem vários caminhos de exploração dentro desse Valle de la Luna, e é claro que nós fizemos o caminho mais longo, que dura 1 hora e meia. Morremos de tanto andar, subir escadinhas, descer pauzinhos, …..afff….é bem cansativo, gente. subimos ao topo, descemos, demos a volta inteira…..vão com um bom tênnis !

O preço para entrar nesse Valle de La Luna é 15 bolivianos….( mais ou menos 4 reais ) . Nem estou falando muito sobre preços nesses posts pois os preços eram as coisas mais irrelevantes na Bolívia, era tudo muito barato, muitas coisas saíam praticamente de graça pra gente, por isso meu foco nem está sendo os gastos da viagem.

Tem um montão de posts sobre minha viagem !!!!

CLIQUE AQUI e veja TODOS os posts !!!!!!!!!!!!

Bolivia, RoteiroBolivia

2º Dia – Passeio ao Tiwanaku – civilização Inca !

Nesse meu segundo dia na Bolívia, eu comprei um tour para Tiwanaku, onde está o sítio arqueológico mais importante dos precursores do Império Inca, situado na Bolívia. Esse passeio eu comprei na agência CAMEL, na Calle Sagarnaga e me custou 80 Bolivianos. (20 reais). Na van tinham todas as nacionalidades, Mexicanos, Holandeses, Ingleses, etc…

Tiwanaku (também grafado Tiahuanaco and Tiahuanacu) é um importante sítio arqueológico pré-colombiano situado na Bolívia. Estudiosos das culturas andinas classificam esta civilização como os mais importantes precursores do império Inca, florescendo como a capital administrativa e ritualística de um grande poder regional por mais de cinco séculos.

As ruínas da cidade estado ancestral se localizam próximo à margem sudeste do lago Titicaca, no departamento La Paz, província Ingavi, município Tiwanaku, cerca de 72 km oeste de La Paz. O sítio foi primeiro registrado pelo conquistador espanhol Pedro Cieza de León. Leon deparou-se com os restos de Tiwanaku em 1549 enquanto buscava a capital inca Collasuyu.

Alguns especulam que o nome moderno “Tiwanaku” é relacionado ao termo Aymara term taypiqala, que significa “pedra no meio”, em alusão a crença de que ficaria no centro do mundo. Entretanto, o nome pelo qual Tiwanaku era conhecida pelos seus habitantes se perdeu, uma vez que esse povo não deixou linguagem escrita.

A área ao redor de Tiwanaku pode ter sido habitada já desde 1500 a.C. como uma pequena vila agrícola. A maior parte da pesquisa, entretanto, se concentra nos períodos Tiwanaku IV e V, entre 300 d.C. e 1000 d.C., período no qual Tiwanaku cresceu muito em poder e influência. Acredita-se que, entre 300 a.C. e 300 d.C., Tiwanaku era um centro moral e cosmológico ao qual muitos faziam peregrinações. As ideias de prestígio cosmológico são os precursores do poderoso império Tiwanaku.

A cidade cobriu uma extensão máxima de seis quilômetros quadrados e teve no apogeu estimados quarenta mil habitantes. Seu estilo de cerâmica sem igual é encontrado numa vasta área que cobre a moderna Bolívia, Peru, o norte do Chile e a Argentina. No entanto, é difícil dizer se a presença desta cerâmica atesta o poder político desta civilização sobre esta área ou somente atesta sua influência cultural/comercial. É considerada também uma cultura precursora das grandes construções megalíticas da América do Sul, cortando, entalhando ou esculpindo pedras pesando até cem toneladas, encaixando-as umas às outras com uma precisão e engenhosidade raramente encontradas mesmo na posterior arquitetura inca . É evidente a originalidade do estilo da arte Tiwanaku, mas é perceptível alguma correlação com o estilo da cultura Huari, certo que ambas as culturas definem o período médio do horizonte das culturas pré-incaicas, parecendo que ambas foram precedidas pela cultura Paracas que floresceu na bacia norte do lago Titicaca. Alguns estudiosos afirmam ter encontrado laços com a influência cultural e artística da cultura Chimu.

Depois algumas pessoas pararam num restaurante na beira da estrada para comer carne de lhama. Eu fiquei do lado de fora com os Europeus, comendo nossos sanduíches que tínhamos levado na mochila…rsrs

Pelo caminho de volta, a van foi parando em vários pontos da estrada para tirarmos muitas fotos, pois a vista é belíssima…o nosso guia também foi um amor, explicou tudo com muita paciência, super simpático e atencioso.

Esse passeio foi demais, eu recomendo TUDO, desde a agência CAMEL, até o guia turístico, o lugar é mágico…..bem cansativo pois subimos muito a pé, mas vale muito à pena , eu faria de novo com certeza…Indo à Bolívia, tem que visitar esse sitio arqueológico, é muita história !

* os fatos históricos eu peguei no site da Wikipedia

PS> visite os posts abaixo….tem muita coisa sobre a Bolívia…!!!!

CLIQUE AQUI para ver todos os posts sobre a Bolívia…fascinante !

Bolivia, RoteiroBolivia

2ºDia em La Paz – Mercado de Las Brujas, vendedores de rua…

Na região da Igreja de São Francisco, onde tem a praça São Francisco, de La Paz, é o “inferninho” da cidade….CHEIO de vendedores ambulantes, lojinhas cheias de tranqueiras, tudo o que você puder imaginar, tem nessa região…

É onde você pode comprar de tudo….bolsinhas, blusas de lã, couro, produtos derivados da coca, como balinhas, chás, a própria folha, muitas roupas típicas, você encontra de tudo mesmo, lembrancinhas para levar pra casa, para dar de presente…é cheio de gente o tempo todo, cheio de vendedores, cheio de lojinhas…Ah ! também é onde fica o famoso Museu da Coca.

O que me impressionou também foram os fios de eletricidade da cidade….são super baixos !!!! perigoso , né ??? veja na foto abaixo :

Olha, é só procurar e pesquisar, que dá pra fazer a compra aqui !!! eletrônicos, periféricos para computadores, tudo mesmo, super barato…eu mesma comprei cartão de memória, baterias de câmera, pendrives, pra gente, praticamente de graça….muitos vendedores de ruas, muitos !!!

E nessa região, em uma das travessas da Calle Sagarnaga, você encontra o famoso Mercado de Las Brujas…..( Mercado das Bruxas…) muita coisa esquisita !!!!!

Muita cabeça de lhama para fazer oferendas….muito pózinho mágico para fazer uma “mandiguinha”, muita coisa estranha nessa feirinha….rsrsrsrs

Há muitas crenças e superstições na cultura Boliviana, a gente só tem que respeitar né….claro que é estranho ver esses bichos todos mortos, mas…..

Muita coisa que vende lá em ruas também, é comida !!!! muita comida, de tudo quanto é gosto, para todos….doces, salgados, balinhas, muito milho, muitas empanadas e salteñas, biscoitos, e muitos tipos de suco….

Muitas senhoras fazendo trabalhinhos com o sabugo do milho….isso você encontra por toda a cidade…e são muito baratinhos ! dá para comprar para dar de presente , de lembrança da Bolivia…

Um docinho que vende muito nas ruas de La Paz, em várias barraquinhas são as “nha-bentas”….eu até comprei uma para comer no caminho…

E de salgados, um dos mais vendidos são as empanadas (assadas) e também as “salteñas”, que são como pasteis assados…eu comprei uma de queijo…

WOW !!!! meu blog já está CHEIO de posts sobre a Bolivia…

CLIQUE AQUI para ver todos eles !!!!