Arquivo

Archive for the ‘Reflexões’ Category

Vida Simples

30 de abril de 2016 21 comentários

simple

Simples assim.

Em janeiro eu fiz uma lista de resoluções para esse ano , e como é uma lista dinâmica (adaptável e mutável ), eu já apaguei uma resolução. Eu apaguei a resolução de numero 4 :

– Trocar de carro.

Para quê eu vou querer gastar dinheiro – dinheiro que não tenho, seria parcelado –  com carro ? pensando agora… como fui sem noção ! Deixa o meu carrinho de 2007 sossegado, afinal, ele está me levando ao trabalho e de volta pra casa todos os dias, sem maiores problemas. Tudo bem que ele não tem ar condicionado e nem portas automáticas, para abrir o vidro tem que girar a manivela, mas sem problemas, ele cumpre com todas as minhas necessidades e pelo jeito vai ficar comigo por um bom tempo ainda. Tá, eu sei que ele vai desvalorizar, já deve estar bem desvalorizado (papo de vendedor de carro, e acredito que seja verdade mesmo), mas tá bom pra mim , pelo menos para minhas escolhas de vida, por que eu tenho que escolher sempre, não dá para ter as duas coisas.

Eu não quero ter , eu quero ser !

Estou bastante desapegada com bens materiais ( sempre fui “meio” .. ) e não vejo mais necessidade em ter coisas. Aliás, nem quero ! afinal, tudo vira entulho depois de um tempo. Olha, estou cada dia pior, ou melhor. Eu já tive fases de bolsas, óculos, perfumes e sei lá mais o que. Agora minha fase é viver feliz. Nunca fui o tipo de pessoa que parcela coisas em mil vezes e fica devendo na praça, sempre tive a paranoia de pagar tudo certinho, na maioria das vezes à vista, já com  medo que aconteça alguma coisa. Sou meio neurótica com minhas contas, se não posso , não faço, se não tenho o dinheiro total, não compro e por aí vai. E também nunca fiquei sonhando com carro, ou coisas caras, sempre soube meu lugar no mundo e tenho o que posso ter. Mas agora quero ter muito menos, bem menos do que tenho. Sinceramente ? só quero gastar com viagens . Já não gasto nada em minhas viagens mesmo, nunca compro nada para mim, agora vai ser menos ainda. Quero ter momentos , sabe ? e também pelo fato que simplesmente NÃO POSSO por que não tenho dinheiro.Acho isso bem fácil de entender. risos. Além do mais,  estamos vivendo um inferno econômico para quem deseja viajar, com o dólar e euro lá nas alturas, não dá mesmo, por isso e por muitas outras situações que decidi ter muito menos para continuar viajando, é a minha preferência, é minha prioridade. Isso é simples. Vou juntar o útil com o agradável.

NÃO QUERO

ROUPAS DA MODA

MARCAS FAMOSAS

NÃO PRECISO

COISAS CARAS POR SEREM CARAS

SÓ POR SEREM FAMOSAS

SÓ PORQUE TODOS TEM

SÓ PORQUE É COOL

NÃO PRECISO

Essa semana eu substituí um produto de 50 reais que eu usava para um de 7 reais. Até vou dar aqui uma dica para vocês . Bom , eu sempre usei, uso todo santo dia um tônico adstringente para o rosto, sabe ? tem várias marcas nas farmácias e não custam menos de 30 reais. Pois então, peguei uma dica esses dias e agora estou usando o bom e velho Leite de Rosas. Ele limpa a pele e ainda serve como demaquilante do dia dia , para a base, pó. Estou achando o máximo ! E eu uso bastante, então gastava muito com aquele de 50 reais. Esse foi um dos exemplos de substituição que eu estou fazendo no momento. Acho válido substituir o que é possível sem afetar a saúde e tal. Claro que não posso abrir mão de muitas coisas, isso faz parte da vida. Tenho muitas coisas que gosto, que preciso, que custam dinheiro. Mas a minha tendência é abrir mão cada vez mais.

Bom, estou numa fase de economizar cada centavo, sabe ? Eu tenho um propósito muito grande  para eu completar, um propósito que começou nos meados dos anos 90 e tenho que completar essa fase, na verdade é um ciclo para mim, quero fechar esse ciclo o mais rápido possível . Mas para isso vou ter que economizar até moedinha de 1 centavo…risos , existe essa moeda ?

E claro que há pessoas que pensam que estou na vida boa, viajando bastante, comprando bastante, suaaaaaaaaaave . Mal sabem, e nunca vão saber,pois essas pessoas são tão medíocres de espírito , que nunca vão entender nada do que estou falando ou que já falei na vida. Eu tenho a plena certeza que esse meu post vai soar grego para essas pessoas, o que eu posso fazer ? Sabe aquelas pessoas bem medíocres mesmo que chamam o outro de rico só por que ele tem alguma coisa ? e mal sabem o que ele passa, ou mal sabem se aquilo já está pago, se o negócio do “rico” vai bem, …. então, dessas pessoas que falo. A ironia da vida é que vão ser sempre assim, o que já é um castigo dozinferno. Deuzolivre .

Olha, só sei de uma coisa — eu nunca quis ser a pessoa que tem um carrão de 80 mil na garagem e não sabe que a capital da Suiça é Berna. Só sei que  a vida é curtíssima, dessa vida não se leva nada, sabe essas frases de efeito sobre a vida ? são todas verdadeiras, infelizmente. São clichês do dia a dia que depois pode te cobrar futuramente. Eu quero é viver muito, intensamente, conhecendo sempre novas culturas, novas pessoas, aprendendo sempre com elas, viajando muito , quero CONHECIMENTO ! se eu pudesse fazer mais umas duas faculdades , eu faria ! quero aprender, cursos, falar outras línguas, não quero parar com meu conhecimento nunca. E claro que com isso tenho que trabalhar MUITO. É a minha vida , eu adoro e sempre vou lugar , para a infelicidade dos inimigos. risos

MAIS

CONHECIMENTO

MAIS

CULTURA

POR FAVOR 

e………..mais momentos como esse na minha vida, por favor :

DSC03560

Capadócia,Turquia – 2008

Anúncios
Categorias:Reflexões

Viajando e fazendo tudo sozinha ( esse post não é mimimi )

24 de abril de 2016 18 comentários

335815-0222e7e6-aa37-11e3-9dd3-54db44ed2f71

Lá vem textão ……. (risos)

Minha vida — > se eu quiser experimentar um prato novo de um restaurante, eu vou. Se eu quiser ver um filme que está passando no cinema , eu vou. Se eu quiser ver uma exposição, eu vou. Eu vou e me esqueço de convidar alguém, pelo simples fato de eu estar muito acostumada a fazer tudo sozinha. E também cansei de convidar … pra ser bem sincera.  E você vai percebendo que certas pessoas não gostavam tanto assim da sua companhia. A percepção vem com o tempo, com a falta de telefonemas e convites. Na vida eu percebi a duras penas, que sou eu + eu. 99% de todas as viagens que fiz na vida eu fui sozinha, me divertindo sozinha e adorando minha própria companhia. Mas é claro, sempre fazendo amizades pelo caminho …..  Eu não tenho a necessidade de ter alguém comigo o tempo todo como muitas pessoas sentem, claro que muitas vezes, dependendo da pessoa, eu amaria dividir minhas viagens e minhas diversões com alguém, mas acontece que eu não fico esperando pela vontade do próximo, eu pego e vou,pego e faço, sou assim. Claro que tenho muitos amigos, mas todos tem suas próprias vidas, suas famílias,muitos deles tem seus filhos, eu não me encaixo mais na vida deles, é somente o curso natural da história, cada um com sua vida. E eu sempre fui o tipo de pessoa  Não quero incomodar ninguém ..

A minha felicidade e meus momentos felizes não dependem dos outros , apenas de mim. Os outros viriam a acrescentar, e não complementar. Não sou metade, sou inteira.

Frases de minhas amigas durante minha adolescência e vida adulta que nunca entendi : ” Se você não for , eu não vou ”  , ” Que roupa você acha que devo usar ” , ” Venha me ajudar a fazer compras , preciso de opinião “ ,  e por aí vai …. Engraçado como cada cabeça é uma sentença mesmo, essas frases nunca sairiam da minha boca, nunca pedi opinião de roupa a ninguém, e muito menos deixei de ir por que tal pessoa não queria ir comigo.

Desde criança sou meio assim, do botãozinho foda-se os outros, sabe ? mas era meio, não totalmente.  Acho que o totalmente veio com a maturidade e mais ainda quando saí de casa na adolescência para morar sozinha num país diferente. Aí sim voltei com esse botão ligado 24 horas por dia . Vejo que todos os cagaços obstáculos que passei sozinha me ajudaram muito, me ajudaram nessa independência emocional que hoje vivo e pratico.

As pessoas à minha volta entendem ? claro que não ! pelo menos, a maioria não. E muitos apenas fingem que entendem. Sou observadora nata , detalhista e percebo as entrelinhas. Nem precisam me dizer, eu apenas percebo. É óbvio que devo ter fama de arrogante, esnobe e por aí vai… porque no Brasil ser fraco é bonito, é fofo, ser carente é um adjetivo bom, não é ? pessoas querem cuidar uma das outras o tempo todo, ou melhor, querem dar pitacos na vida de uma das outras. O povo adora um sofrimento alheio, adora dar conselhos, carregar a pessoa no colo …  (atenção : não acredito na veracidade desses atos, a não ser que venham dos meus pais ) . Mas sabe o melhor ? ninguém se atreve a fazer isso comigo. Eu agradeço.

Ao longo dos anos eu percebi que as pessoas não gostam muito de ficar juntas com pessoas felizes e livres , elas se encontram muito mais estando ao lado de pessoas medrosas, inseguras, choronas, que precisam de conselhos o tempo todo. Isso as fazem seguras e mais fortes . As pessoas precisam do sofrimento alheio ao lado delas para elas perceberem o quão felizes e sortudas são. Não partilho desse sentimento mas a cada dia que passa eu vejo que a maioria pensa dessa maneira e procura por pessoas com esses problemas. Enquanto a maioria pensa assim, eu me afasto de gente assim. Não quero dar conselhos a ninguém, não quero choros ao meu lado, não quero problema dos outros, não quero resolver problema de ninguém, quero pessoas como eu ao meu lado – fortes, seguras, dinâmicas, felizes (com todos os problemas que todos tem ) e de bem com a vida, no matter what.

ODEIO MIMIMI

AMO PRATICIDADE

ADORO GENTE DECIDIDA

Enfim, qual a relação de toda essa minha personalidade versus minhas viagens ? Eu vou, livre, sem culpa, sem paranoias, sem pensar muito, sem medo, enfim, vou e não aviso ninguém ! Eu acho que todos devem experimentar essa aventura de viajar sozinho pelo menos uma vez na vida. Eu já fiz autos mochilões sozinha, de pegar mil trens em países bem inóspitos como Bósnia por exemplo, fazer amizades no trem, nos cafés, em todos os lugares e me virar totalmente sozinha. Acho que se aprende muito com isso, não ter alguém o tempo todo para fazer algo por você, ou te ajudar, ou para pensar junto, você depende somente de você, você que terá que resolver as pendências ou qualquer coisa que aconteça. É você com sua mente e só. Acho que  disso só vem crescimento emocional e também cria a sensação maravilhosa de que você pode tudo nessa vida, que não há o impossível e que você não tem medo de nada. Adoro essa sensação de não ter medo, é só assim a gente aprende, vivendo situações adversas que nos fazem mais fortes e sem medo da vida. Isso a gente aprende sozinho e não nas costas de outra pessoa. E viajar sozinho é um exemplo disso tudo, de começar a pensar com essa independência. É , sou bem destemida.

Sem contar que viajar sozinho também tem outras vantagens …. a liberdade de fazer o que bem quiser na hora que bem quiser, isso é maravilhoso ! e não seguir protocolos de programação de amigos . Cada um tem um gosto, não é ? tem pessoas que viajar é sinônimo de shopping , ficar em lojas o tempo inteiro, tem pessoas que gostam de ficar dentro de museus o dia todo, e assim por diante. Cada um é cada um. Eu sou bem eclética , gosto de tudo e quero fazer um pouco de tudo, aliás, eu sou uma ótima companheira de viagem, pois sou bem flexível aos gostos de todos. Me lembro que teve uma vez que fiquei sentada num banco em frente à Torre Eiffel por umas 3 horas, ouvindo música do meu mp3, só observando as pessoas, a paisagem, pensando na vida…. quem toparia fazer isso comigo ? ninguém em perfeita sanidade metal né ! risos – Mas viajando sozinha me permitiu fazer isso sem culpa.

E por falar em viajar sozinho …… minha próxima viagem será acompanhada !  🙂 claro, pois é sempre bom compartilhar momentos bons com pessoas que pensam igual a mim. Essa minha amiga é uma pessoa muito querida que com certeza só vai acrescentar nos meus dias de viagem. A convidei e ela aceitou na hora, o que me deixou muito feliz. Ainda vai demorar um pouquinho, mas com certeza vou contar aqui tudo pra vocês, vou relatar todo o roteiro como eu sempre faço. Minha mãe vai ler esse post e ficará surpresa, pois nem ela sabe dessa minha próxima viagem… hahaha – pois é , that’s me , não sou acostumada a avisar ninguém sobre nada , nem meus pais, mas esses já estão bem acostumadinhos…

Mas é isso gente, vejo muita dependência emocional das pessoas, percebo isso até pelas redes sociais…. aii gente, que ranço..!!!  desapeguem ! a vida é uma só, a vida é somente sua, ninguém pode viver por você, ninguém vai fazer nada por você ,  não compensa passar uma vida inteira dependendo ou esperando do outro. Faça você mesmo, sempre. Ahhh ! e um super conselho de alguém que ODEIA dar conselhos >>>  quando planejar uma viagem, não fique perguntando aos outros, pedindo opiniões , por que olha, vai chover areai, viu ? ôooo se vai !

Seja mais você e prefira você acima de qualquer coisa.

chaca

Categorias:Reflexões

O sonho de viajar x Realidade

10 de janeiro de 2016 1 comentário

Dreams Road Sign with dramatic clouds and sky.

Essa semana ouvi uma história verídica e achei bem interessante compartilhar aqui com vocês.

Essa moça estava numa palestra motivacional sobre sonhos e tal, e ela foi perguntada : Qual o seu maior sonho ? E ela disse :  Meu maior sonho é viajar para os USA, conhecer a Disneyworld. Sempre foi meu sonho, mas é só um sonho, eu nunca vou poder bancar uma viagem dessas, eu não tenho condições para isso, é muito caro e eu sou pobre.

Então o palestrante perguntou de volta : Mas o que você faz para realizar esse sonho ? Você sabe quanto custa ao pé da letra uma viagem para a Disney ? Você perguntou em quantas vezes a agência parcela essa viagem ? Você sabe as condições de pagamento ? E ela respondeu que não ! que não sabia de nada, que nunca tinha ido atrás para saber.

Ou seja, o grande sonho dela era ir para Disney , achava algo impossível mas nem sabia o preço , já achando que nunca poderia pagar, mesmo sem saber o custo desse sonho.

Então ele perguntou : Como você sabe que é um sonho impossível se você nem sabe nada sobre quanto custa essa viagem ?

Então ele disse para ela pesquisar o preço, ver em quantas parcelas ela pode fazer uma viagem dessa, ir atrás, pelo menos saber o custo do sonho dela, sem compromisso.

Aí passou um tempo………. e essa moça se encontrou com esse palestrante  e disse pra ele que naquele mesmo ano em que  conversaram, ela foi procurar saber o custo da viagem, do grande sonho dela. No fim das contas ela conseguiu pagar  a tão sonhada viagem em várias parcelas, amou os USA, voltou para o Brasil, passou um tempo….  e agora está MORANDO nos USA , trabalhando lá e super feliz. Ela não só realizou o grande sonho dela de visitar a Disney, mas foi morar nos USA.

Faz pensar,  né … ? não somente no quesito viagem, mas para tudo na vida.

Categorias:Reflexões, Viagens

2016 chegando !

29 de dezembro de 2015 6 comentários

Happy-New-Year-2016-hd-Images-Wallpapers-Free-Download-16

Acabou o ano pessoal ! muitos posts para ler, para reler, rever, muitas dicas de viagens , muitas experiências , muitas alegrias, alguns obstáculos, alguns problemas no percurso, mas no geral, foi demais e tudo é válido na vida ! E não se esqueçam — para tudo há solução se estivermos vivos e com saúde ! Bora 2016 !!!

Fotos que resumem meu ano da melhor maneira possível : 

alunosqueridos
retro

UM 2016 MARAVILHOSO PARA TODOS NÓS !!!

instagram : @lurussa

Snapchat : lurussa

Categorias:Reflexões

Por falar em viagem e viajar ……

4 de maio de 2015 16 comentários

viajarrico

Falando em viajar……..

muita gente vem me perguntar como eu faço para viajar, muita gente me fala que sonha em viajar também, passar uns dias fora, conhecer outros países e tal… Mas sabe , eu não vejo muito esforço das pessoas para conseguir realizar esse sonho. Tem algumas coisas materiais que as pessoas não conseguem desapegar né ? por isso nós temos que rever nossas prioridades ! é engraçado isso no brasileiro, ele prefere comprar uma moto do que fazer uma viagem. Ou ter um carro novo. É igual EDUCAÇÃO . Eu que trabalho com escolas de idiomas, eu vejo muito isso. O aluno para de fazer o curso de Inglês para pagar a prestação da moto , ou do carro, ou por que quer um Iphone 6 . Por isso que , eu acho muitas vezes que viajar não é sonho nenhum … é apenas uma vontade passageira, se fosse realmente sonho, a pessoa colocaria como prioridade, certo ? falar Inglês é a mesma coisa. Nossa como é possível ! mas só fica no sonho…. e enquanto isso a pessoa compra moto, carro, vai pra balada e gasta 100 reais …. compra óculos de 1000 reais, e cadê o Inglês ? continua sem investir na educação, continua sem falar inglês, continua a ficar no mesmo trabalhinho mixuruca, sendo que se ele falar inglês fluentemente , ele poderá ter uma melhor promoção na empresa, ou arrumar outro serviço. Mas não,a parcela da moto é mais importante. O brasileiro é assim, a maioria é assim, …… então não me venha falar que viajar é sonho, ou que o sonho é falar inglês fluentemente. Tem que haver comprometimento em tudo na vida, gente. Não adianta.

E é claro que tudo na vida é questão de prioridade e sacrifício. Se pra você a prioridade é gastar 200 reais por final de semana em festas e baladas, ou ter uma moto, trocar de carro, seu sonho não é viajar. Não me venha perguntar como eu consigo viajar, ninguém é rico aqui, muito menos eu, eu trabalho 13 horas por dia, inclusive aos sábados, e tiro bem menos dinheiro que você que trabalha até às 17:00 e tem os Sábados livres. Você acha que se eu fosse rica eu trabalharia todos os Sábados e todos os dias da semana até as 21:30 ??? Não estou falando de gente que tem dinheiro. Estou falando de gente como a gente, como eu. Quer viajar mesmo ? se comprometa ! sucesso não vem com sacrifício ? sonhos realizados também ! alguma coisa terá que abrir não. Se não abrir, é por que não quer realmente….

Viajar é caro sim. Eu concordo e sofro com isso ! Eu não tenho dinheiro pra ficar viajando , realmente. Eu nunca fiquei em hotel quando viajo sozinha, só fico em hostels (albergues), eu gasto o mínimo possível. Eu me abdico de muitas outras coisas. Minhas passagens são parceladas bem antes da viagem. Mas eu faço tudo isso com o maior prazer, pois viajar é a coisa que mais gosto de fazer nesse mundo, então pra mim tudo é valido quando me refiro à viagem. O que seria de mim se eu não fizesse o que eu mais gosto de fazer ? imagine que prisão ! Não ganho dinheiro com meu trabalho, eu trabalho com educação ! é a coisa MENOS valorizada nesse país.  Sim, eu trabalho por PRAZER , SATISFAÇÃO e por que AMO o meu trabalho, mas não tenho dinheiro para ter uma casa própria ou comprar um carro novo, por exemplo. Ao invés disso, como dinheiro de viagem nem sequer chega perto de uma casa própria, ainda mais nos dias de hoje, eu prefiro mesmo é VIAJAR. E eu sou sozinha, o que me ajuda muito nessa, não tenho que ajudar ninguém ou sustentar ninguém. Somente eu. Eu não tenho o hábito de comprar coisas caras como roupas de marca ou óculos de grife sei lá das quantas, relógios caros … eu sei que se eu ficar comprando essas coisas, eu não vou conseguir viajar no final do ano. É matemática simples. Não dá pra fazer as duas coisas. Se pra você dá, não estou julgando, ótimo !!!! Mas pra mim não dá, meu cartão de crédito tem que estar o mais limpo possível para eu poder comprar uma passagem. Mas eu não ligo para essas coisas – pra mim roupas na Pernambucanas e no máximo uma C&A ou Renner, já está ótimo ! eu simplesmente não me importo, entende ? não sou dessas. Claro que acho as coisas lindas, claro que tenho algumas coisas legais,mas tenho prioridades e como já disse, pra mim não dá para fazer as duas coisas – TER e VIAJAR eu não consigo. Ou TENHO ou VIAJO. As minhas fotos da Islândia ou da Rússia valem muito mais que uma camisa de 500 reais, sabe ? eu sou muito mais que isso, que bolsas de marcas ….  eu sou experiência viva. sou bagagem cultural. Nem rostinho bonito sou.( e nem corpinho kkkkkk ). Sei o que sou. É isso que eu quero carregar para a minha vida. Não quero ser bonita ou ter coisas, quero contar histórias e não mostrar carro ou roupas. Eu quero fazer diferença na vida das pessoas lecionando, ensinando o que eu mais sei,  mesmo sabendo que nunca ficarei bem de vida $$$$$ ensinando ( fato ) . Sou o que sou. Não sou muito, sou quase nada. Mas quero inspirar e motivar pessoas. Quero que as pessoas se lembrem de mim e que meu blog permaneça assim, cheio de recordações, aventuras, histórias, ajudando pessoas de alguma forma, levando alegria e sonho. Quero falar várias línguas. (já falo 5 !!! ) Quero conhecer lugares, quero ler livros, quero conhecer as coisas ! Eu não quero apenas existir, eu quero VIVER. E não quero viver na SUPERFÍCIE.

Com tudo isso que eu disse, gente, é para abrir os seus olhos ! Gente, eu não tenho nada, eu não sou nada e mesmo assim faço tanta coisa ! Imagine você que tem muito mais que eu, tem muito mais possibilidades ! você vai ficar aí parado gastando dinheiro com coisas materiais ??? pense bem nisso !

quais são suas prioridades ?? A VIDA É CURTA …….

bjos !

PS>  História é poder falar que a primeira vez que ouvi e vi Coldplay eu estava numa casa de campo , numa cidadezinha da Finlândia chamada Savonlinna , no  assistando à MTV , e perguntei para uma escocesa amiga minha : quem é essa banda ??? que linda música !!!! E ela me disse : eles são novos, chamam-se Coldplay e estão estourados no Reino Unido, você tem que ouvir o CD ! ……… isso é história…

Pronta para a próxima !

IMG_452401051

Reflexoes no trem Parte II

5 de abril de 2010 4 comentários

As amizades descartáveis ou não. Engraçado que eu sempre viajo, vou mochilar sozinha. Nunca saí do Brasil com alguém, sempre saio sozinha,mas nunca fico sozinha.

Nessa altura dessa viagem, já passei tempo em Amsterdam, Bélgica e Marrocos, e posso contar nos dedos os momentos que estive sozinha,quase nenhum momento,pra dizer a verdade. Já passei dias com brasileiros, poloneses, holandeses, argentinos, espanhois, enfim, sempre fazendo amizades e também revendo alguns amigos que estão pelo mundo,como eu….

Claro, essas pessoas já foram adicionadas no Facebook, trocamos telefones, e-mails, endereços….algumas delas na hora você já sabe que são amizades descartáveis de viagens…isso sempre existiu. Mas também há alguns que criamos laços, temos pensamentos semelhantes, vidas semelhantes, …Pelas experiências de viagens que tenho, dá pra saber quando aquela pessoa vai virar amigo ou não. E tenho sorte de fazer vários amigos assim viajando…

Categorias:Reflexões, Viagens

Reflexões no trem…

28 de fevereiro de 2010 9 comentários

Estação de Trem em Brugge - Bélgica

Vida de viajante é engraçada, mas quero dizer, o viajante mesmo, o mochileiro, não o viajante hotel 5 estrelas….!! falo aquele viajante que se liberta de todos os preconceitos e dogmas para viver uma aventura surreal que eh conhecer o mundo, uma cultura nova, um povo diferente, enfim, falo daquela pessoa que realmente tenha a alma de viajante e vê o mundo com diferentes olhos. Se você é assim, sabe muito bem sobre o que estou dizendo. 

Engraçado que todos estão no mesmo barco, dormindo no mesmo quarto que varias pessoas estranhas, ouvindo roncos de estranhos durante a noite,ver pessoas ao seu redor somente de toalhas, alguns se cobrindo com apenas uma toalha de rosto….rsrsrs…ver pessoas indo tomar banho, pessoas colocando seus pijamas, pessoas se arrumando para ir dormir…pessoas acordando….E você é parte disso tudo, você dança conforme a musica. Voçê faz tudo diferente do que vc faria em sua casa, em seu pais. Você apenas faz o que tem que fazer e pronto.As vezes eu encontro uns brasileiros sabe….nossa, que não tem absolutamente nada a ver comigo. Sabe aqueles tipos nada a ver ???? poxa, não é  por que eu sestou há milhares de quilometros de casa, que eu vou grudar em todo brasileiro que me aprece na frente. Na Belgica, por ex, nossa – só ouço português, o tempo todo, no albergue, nas ruas, é cheio de brasileiros !! em todo lugar que vc está, tem um brasileiro de espreita. Mas um povo nada a ver , sabe, falando alto, zoando de tudo e de todos, tirando o maior sarro das coisas e das pessoas,sem o mínimo de respeito, super preconceituosos a respeito de tudo e todos, ah vá…assim nao dah mesmo ! Eu penso assim – se no Brasil eu jamais seria amiga dessas pessoas, porque aqui eu tenho que fazer amizades com eles ?olha que eles tentam…..mas eu logo acho meu caminho e caio fora.

Cada 1 é cada 1 e cada país com sua cultura ,mas que é estranho, isso é !

6 de agosto de 2009 4 comentários

TOP 3

1-Eu estava na Lithuânia,na casa de uma família de amigos, em algum inverno do novo milênio. De repente meu amigo, um Lituano tipicamente nativo, entrou pela porta da cozinha dizendo que comprou uns “bolinhos” super gostosos pra gente tomar café da tarde. Só de ele falar minha boca já encheu de água,adoro bolos, bolinhos…(qualquer coisa doce e qualquer guloseima ). Quando ele tirou o saquinho pra mostrar os “bolinhos” pra gente, eu não acreditei. Era pão francês!!! rs.o nosso pão de cada dia, mas em versão mini. Pra eles , era a maior novidade, tanto que chamaram o pão francês de “bolo”. Eu fiquei quieta. Mas o pior estava por vir. Esse meu amigo,o Ugnius, ele pegou um desses pães e colocou manteiga em cima , sem cortar nada, sem colocar nada dentro do pão.rs.Achei muito estranho. Só sei que eles trataram o nosso pão francês de todo dia de uma forma tão diferente, que realmente virou uma outra coisa, um “bolo” para eles. ( eu segui o q e eles estavam fazendo, não abri o pão, passei a geléia em cima, na casca…rs).

2-Na Rússia,uma vez, um casal vizinho de apartamento, tipicamente russos, me convidou para tomar um chá no apartamento deles a tarde, depois do trabalho.Eu fui, claro – uma oportunidade de mostrar o quanto eu falava russo..rs. Então, chegando lá eles começaram a servir os biscoitinhos e o chá….mas teve um probleminha pra mim…eles serviram o chá no pires , e não na xícara. Eles tiraram a xícara do lugar e despejaram o chá no pires. Eu fiquei paralisada, não sabia se aquilo era normal ou não, se fosse normal, não saberia como beber do pires, e se não fosse normal, queria dizer que eles eram no mínimo doidos de rasgar dinheiro. Esperei por eles começarem , mas fizeram um gesto para eu beber primeiro , já que eu era visita. Eu fiquei quietinha,não disse nada, e bebi do pires, tentando não derrubar o chá. Depois eles seguiram, e o tempo todo foi assim, um malabarismo pra mim, para não cair o chá daquele pires…E ainda me serviram novamente! Rs. ( depois eu perguntei para um amigo sobre isso e ele me disse que sempre foi uma tradição e q algumas pessoas ainda bebem do pires, não da xícara ).

3-Na Rússia, eu fui encontrar um amigo russo e disse pra ele que eu precisava comprar pilhas para meu radinho, e que eu iria até o supermercado. NOSSA ! por que eu disse aquilo ? um palavrão !!! Ele ficou injuriado comigo, e quase me xingou de burra por que eu estava comprando pilhas em um supermercado. Supermercado não é lugar para comprar pilhas, e sim comida ! Vc tem que comprar pilhas aquela lojinha que só vende pilhas, ferramentas e afins . Eu insisti em ir ao supermercado por que era mais fácil pra mim, e ele disse que no supermercado as pilhas não são boas , que eu tenho que ir na bendita lojinha onde o dono entende de pilhas. Tive que ceder.

A sensação…

23 de maio de 2009 Deixe um comentário


Essa sensação…..

O mundo está dividido em dois tipos de pessoas. Aquelas que não vêm a hora de chegar em casa, dormir em sua própria cama, deitar a cabeça em seu próprio travesseiro, ligar a TV e assistir seus programas favoritos, comer arroz e feijão e voltar à sua própria rotina. E aquelas que, ao chegar de uma viagem, já está preparando uma outra viagem mirabolante e não vê a hora de zarpar de novo. Sabe aquela sensação? a sensação que vc é do mundo, que vc se adapta a qualquer lugar do planeta….a sensação de não ter medo do desconhecido, de sempre querer buscar o desconhecido, o tal desconhecido que não é tão estranho assim, é até mais familiar que sua própria casa, sua cidade, seu país. Muitas vezes nós nos sentimos “em casa” em lugares inesperadas, com situações muito mais precárias que sua própria realidade cotidiana. Ou quando vc se sente em casa em qualquer lugar do mundo que vc vá.


Esse tipo de pessoa tem até uma certa dificuldade em responder a famosa pergunta : De onde vc é ? dá vontade de dizer, eu sou do mundo ! meus amigos estão espalhados pelo mundo, no meu país também, é claro, mas também em diversas partes desse planeta. Na verdade não temos nenhuma obrigação em ser de um lugar só, isso está tudo na cabeça da gente. Quando vc realmente absorve de coração toda a cultura de cada lugar que vc vai, quando vc faz laços com os lugares , seja com pessoas, com a natureza, com os costumes, vc acaba sendo um pouco daquele lugar e obviamente, trazendo tudo aquilo com vc. Quando vc verdadeiramente deixa o lugar entrar em vc, em sua vida, vc acaba deixando uma parte sua naquele lugar. Como disse no outro post, se vc for a algum lugar e não absorver nada, é como se não estivesse lá, vc volta vazia, como alguma coisa oca,sem essencia,sem paixão, sem experiência nenhuma. Vc não traz nada dentro de vc, nenhuma vivência verdadeira. Então vc só traz coisas externas, como fotos e souvenires. Além disso,nada.Acho que é exatamente essa sensação que eu venho falando no meu blog desde o meu primeiro post quando eu ainda morava na Rússia.

Categorias:Reflexões, Viagens

As expectativas

20 de maio de 2009 Deixe um comentário


As expectativas.

Não não há como fugir delas. Aliás, graças a todas essas expectativas, que vc tem vontade de conhecer algum lugar, de viver em algum lugar estranho,no estrangeiro ou sei lá onde. As expectativas são frutos não somente de sua imaginação e talvez ilusao, e sim de uma prévio conhecimento do lugar que vc quer explorar. Esse conhecimento pode ser através de livros de história, de estórias da literatura clássica, de obras de artes de pintores que estiveram nesses lugares, transformando suas visões em telas belíssimas (como por exemplo os quadros de Van Gogh que retrata Provence-France ), e é claro de fotos de pessoas que estiveram no lugar , bem como livretos de guia turísticos e afins.
O que não levamos em conta, coincidentemente,é o mais importante. Todas essas expectativas que temos a respeito de um lugar estranho são visões de outras pessoas, visões que precedem o estado de espírito de cada um. Claro que vc tem uma pré-informação dos lugares que vc irá conhecer, elas que criam as expectativas em vc, mas essa informação é pessoal – não sua – mas de outras pessoas, e da vida que elas levavam ao dar essa informação. Por exemplo, se um pintor está na Rússia, em Moscow, St.Petersburgo, ou qualquer outra cidade russa, e se por acaso ele está vivendo uma época de desilusão e depressão, todo esse sentimento, por mais que ele esteja pintando as pontes maravilhosas de St Petersburgo, o sentimento verdadeiro dentro dele vai ser todo transmitido em sua tela. E vice e versa. Se um artista está vivendo a fase mais feliz de sua vida (o q eu duvido q isso se transformará em uma bela tela, pois na minha opinião nossa arte fica melhor nos dias de tempestade…), mesmo que ele esteja pintando um dia sombrio na Romênia, em plena Brasov, castelo do Dracula, essa tela pode ser retratada de uma maneira muito mais romântica e “cor-de-rosa”, diferentemente do que ele está visualizando na real escuridão de Brasov ( Brasov é MUIIIIIIIIITO cinza ).E isso acontece com todo mundo. Depende muito de tudo o que está acontecendo em sua mente quando vc está perante a uma arquitetura clássica ou um jardim magnífico em algum país estrangeiro. O meio é importante e nos faz apreciar as belezas do lugar, mas muito da sua opinião será conseqüência de como vc está interiormente naquele dia, ou especialmente, da pessoa que está perto de vc. Imagine Paris, uma cidade tão linda e romântica ( famosa por ser romântica, embora eu não ache ), vc e seu namorado, observando a cidade toda da Torre Eiffel, e ao mesmo tempo discutindo alguma coisa, algum problema de relacionamento ou ciúmes, a cidade acaba ficando a mais feia e a menos romântica de todas que vc já esteve. Por isso é bom sempre estar aberto e “puro” de coração e alma, para poder apreciar todas as maravilhas que milhares de lugares pelo mundo nos oferece. Não tem que pensar em mas nada, apenas no momento. Temos que viajar sem “bagagens sentimentais”.(ok,impossível, esquece..rsrsrs)

Categorias:Reflexões, Viagens
%d blogueiros gostam disto: