Archive

Archive for the ‘Depoimentos’ Category

Depoimento de Viajante – Mirian em Buenos Aires

19 de novembro de 2016 3 comentários
mirian
 ‘ Viajar é tirar férias de si mesmo. Uma vez li esta frase e comecei a me perguntar por que não viajar? É caro? Por onde começar? Em uma das minhas visitas a um blog de emagrecimento conheci o blog da LuRussa, eu viajava junto lendo os posts. Então li um blog que fez a diferença e me encheu de ânimo para sair da zona de conforto. O post tem o tema ” Por falar em viagem e viajar…”  li este post este ano e encarei minha primeira viagem internacional.
No último dia 21 de outubro eu e meu marido decidimos que estava na hora de sair em lua de mel (com 8 anos de atraso, isso mesmo, 8 anos após o casamento saimos em lua de mel), porém foi A LUA DE MEL em Buenos Aires. Pesquisei no blog da Lu e encontrei dicas valiosas sobre Buenos Aires, de passeios, gastronomia…
Foram só 4 dias, mas 4 dias intensos com muitos passeios e caminhada. Nos hospedamos no hotel Nogaró, que fica muito próximo a Plaza de Mayo, uns 3 minutos da Casa Rosada. O local é estratégico para passeios, pois nosso ponto de refêrencia para volta ao hotel era a Casa Rosada, como não falamos espanhol (isso não foi impecilho para viajar), dava pra voltar ao hotel fácil.
Conhecemos a charmosa Recolleta e sua feira de artesanato, com peças lindas e bem criativas, andamos de bicicleta em suas ruas e praças, eu não andava de bicicleta há mais de 15 anos! Experimentamos o sorvete M-A-R-A-V-I-L-H-O-S-O DE Dulce de leche (J-zuiz!) e como não poderia deixa de visitar o El Club de la Milanesa e almoçamos muito bem!  Neste mesmo dia de fortes emoções ainda visitamos a feira de San Telmo e Porto Madero.
Gente o que é aquele bife de chorizo!!! Incrivél! Não podia deixar de experimentar as tão citadas empanadas!
Fizemos um passeio pelo Delta do rio Tigre, lindo mercado de móveis e artesanatos rústicos (meu marido me tirou da lojas pelo braço, queria levar tudo!).
mirian1
img-20161023-wa0011
Assistimos um show de tango no famoso Señor Tango, incrivel! Nossa como os argentinos são sensuais! Os homens com o olhar galanteador e as mulheres bem vestidas. Percebi que o argentino diferente do brasileiro expressa sensualidade no olhar.
A histórica Carminito, linda e boêmia… Onde pudemos almoçar o tradicional bife de chorizo, em uma mesa na calçada ouvindo tango ao vivo e assistindo uma apresentação de dançarionos de tango… coisa boa!
Enfim, foi maravilhoso, a minha rotina, meus problemas e todo cansaço ficaram no Brasil. Pude tirar férias de mim mesma, lá eu era somente Mírian, foram dias reflexivos e pude enfim encontrar o que faltava em mim.
Agradeço ao blog da LuRussa por descomplicar o que culturalmente muitos acham complicados, depois de conhecer o blog descobri que não preciso de tantas roupas ou pares de sapato, que meus filhos não precisam de tantos brinquedos, precisamos de mais momentos, menos consumo e mais momentos. ‘
mirian2
———————————————————-
———————————————————-
Esse foi o depoimento da Mirian, lá de Lauro de Freitas, da nossa querida Bahia. Poxa, fiquei muito feliz com a viagem da Mirian, e ela já me confidenciou no e-mail que está planejando uma próxima, para um lugar dos sonhos, eu já sei onde é, mas vou ficar aqui quietinha torcendo para que ela consiga ir e tenha momentos maravilhosos lá . 
Categorias:Depoimentos

Depoimento de Viajante – André no Rio

6 de julho de 2013 9 comentários

O André é um conterrâneo meu aqui que me pediu ajuda com hospedagem no Rio, me perguntou se eu conhecia uma pousada ou hotel com preço razoável no Rio. Eu como nunca fui ao Rio…rsrsrs… mas sempre ouvi falar muito bem da Pousada Bonita, em Ipanema, e foi essa que indiquei para ele. Aí, claro, pedi que ele fizesse um depoimento aqui pra gente. 🙂

Vista do Cristo

Fui convidado a contar minha experiência de três dias na capital carioca aqui no Blog da Lu Russa. Penso que esse relato pode ajudar a quem quiser se aventurar pela cidade maravilhosa sem esbanjar suas economias rsrs…

A ideia da viagem surgiu para que eu pagasse a promessa de levar o meu bebê no corcovado ver o Cristo. Fomos eu, a esposa, o bebê e a sogra(!) Antes que pensem que a D.Thereza foi pra ser babá do neném, aviso que mãe e filha se divertiram juntas e eu me diverti com o bebê… rarara.
rio1
Ficamos no Bonita Ipanema que foi concebido pra ser Hostel mas pela estrutura de alguns dos seus quartos e o serviço oferecido, podemos chamar de pousada. A localização é ótima! No coração do bairro de Ipanema, o hostel está a três quadras da praia, bem próximo da pedra do arpoador e sendo assim, da linda Copacabana. Dá pra fazer turismo a pé por toda essa região que é de encher os olhos.

Aliás, eu fui com o meu carro o que dificultou um pouco por lá. O hostel não tem estacionamento e uma boa conversa com tiozinho do Zona Azul ajudou a economizar na diária dos estacionamentos da região. Certamente teve churrascada na casa da família no final da semana.

Ir de ônibus ou avião pra lá é o ideal. O transporte público do Rio é um show! Quem anda de ônibus em São Paulo por exemplo, pensa que protestar contra ônibus no Rio é heresia. O GPS do celular funcionou muito bem pra achar linhas de ônibus e mostrar onde descer. Não sou fã de táxis, mas também é uma opção.

A rua de baixo do hostel é a Visconde de Pirajá. Nela passa praticamente todas as linhas para os principais pontos turísticos do Rio: Corcovado, Pão de Açúcar, Jardim Botânico, Arcos da Lapa… tudo fica a “um pulinho” dentro do ônibus que tem ar condicionado e muito conforto. Penso que coletivo lotado mesmo só aqueles que vem de bairros pela manhã e a tarde. Lembrando que ficamos no Rio segunda, terça e quarta: dias de semana e de expediente normal e justo na semana de protestos nos fins de tarde. Mas também não vimos nenhum manifestante por lá. Só na TV. Deixei o carro na rua e só andamos de ônibus mesmo.

A pousada Bonita Ipanema é muito boa. Tom Jobim morou naquela casa – esse é um dos chamarizes do local! Apesar do preço bem mais em conta em relação aos hotéis, o pequeno quarto em que ficamos tinha uma cama de casal e outra de solteiro, com banheiro privativo e cofre. Existe a opção de quartos para uma ou duas pessoas, sem banheiro, com preços mais baixo ainda.

A diária oferece café da manhã: leite, café, chá, achocolatado, cereais, frutas diversas e pãozinho com frios pra esquentar em uma sanduicheira. À noite, os jovens (que são a maioria dos ocupantes dos quartos) usufruem do bar interno que fica aberto até meia-noite. Sinuca, Totó e uma piscina completam os serviços do hostel que tem também Wi-Fi gratuito. Muitos estrangeiros estavam hospedados lá. Muitos estrangeiros estão por todo o Rio de Janeiro… rsrs

Em resumo: O Bonita Ipanema, mesmo fazendo o tipo albergue, foi uma excelente opção pra você aproveitar as belezas do Rio de Janeiro. Se eu que fui com a família, com uma criança de 4 anos aproveitei muito, imagine quem for sozinho ou com sua cara-metade apenas! Valeu!

rio

http://www.bonitaipanema.com/

Categorias:Depoimentos

Depoimento de Viajante – Ana e Marcus na Rússia

14 de junho de 2013 9 comentários

anaEmbora nunca tenha sido o meu sonho conhecer a Russia sempre foi do Marcus. Ele vivia falando da imponência e emoção da praça vermelha, Kremlin, Czares, canais de St.Petesburgo, vodkas, caviar rsrs.

an
ana4

Achamos uma Europa mais caricata, com mais malandragem, os taxistas são bem espertos, preço fechado, vale barganhar sempre.
Acho que me apaixonei mais que o marido, me empolgo em escrever e lembrar das nossas andanças pelo Kremlin, o cheiro das flores, o metrô que mais parecia um palácio subterrâneo, ah preciso confidenciar que comi strogonoff 4 dias quase que consecutivos, é meu prato preferido.

Ficamos hospedados no Kempinsky Baltschug Moscow, acesse o link do hotel : http://www.kempinski.com/en/moscow/hotel-baltschug/welcome/ ,bem localizado, com vista para a catedral de São Basílio,  mas o custo benefício não valeu a pena, achei tão caro hotel na Russia, aliás tudo lá tem um preço bem salgado.Nós temos um amigo querido que ia sempre a trabalho para lá e nos indicou um restaurante divino chamado café Pushkinhttp://www.cafe-pushkin.ru/en/,  divino.

Nossa viagem pela Russia durou uma semana, sendo 3 dias em Moscow e 4 dias em St.Petesburg, foi bem corrido, conseguimos dar uma pincelada em tudo que almejávamos e que tinha lido pelo blog da Lu Russa.Claro que acordávamos bem cedo e á noite eramos só o pó, mas não me cansava de tirar e ver e rever as fotos (ahah adorooooo tirar fotos, tiro milhares).Fizemos via Alemanha, aproveitamos para conhecer Berlim, mas teria ficado com certeza pelo menos 2 dias a mais na encantadora St. Petesburgo, admito…foi minha cidade preferida nessa viagem.

St. Petesburgo é um caso a parte, a Veneza do báltico, ah parece cenário de filme, imponente, adorável, encantadora, passei quase que o dia todo no museu Ermitage, no palácio de inverno…, passeio de barco pelos canais é super romântico, a imponência da catedral de São Isac, que particularmente achei o templo mais vistoso da cidade, sendo obrigatória a subida na cúpula para tirar fotos lindíssimas, apreciar a vista. A Fortaleza de São Pedro e São Paulo fica do outro lado do rio, onde estão enterrados alguns czares,  esperava mais do lugar, mas vale a caminhada, tinham alguns restaurantes super legais por perto.

Ficamos hospedados num hotel hiper charmoso, W, recomendo muitíssimo, bem localizado, moderninho, tem um bar bem agitado na cobertura, com vista previlegiada e o restaurando é delicioso. Acesse o link do hotel : 
http://www.starwoodhotels.com/whotels/property/overview/index.html?propertyID=3270&language=en_US

Vai ser difícil esquecer da culinária, o povo, as cores desse lugar mágico, como é bacana conhecer novos lugares, a cultura e os costumes de outros povos. A Russia é incrível, ficará  para sempre na memória os dias especiais que passamos por lá.

ana1
A Ana Regina é uma colega de escola da época de jardim da infância até colégio….rs… conterrânea minha aqui, e que fiquei muito feliz por seu depoimento e principalmente por ter gostando tanto da Rússia, inclusive St Petersburgo, minha cidade querida ! Muito legal quando eu vejo cada vez mais as pessoas conhecendo a Rússia, e fico mais feliz ainda quando alguém se empolga com meu blog e acaba indo pra lá. ! 

E aí ? Ficaram com vontade de seguir o que a Ana e o Marcus fizeram ??? 

Categorias:Depoimentos

Depoimento de Viajante – Alexandra, na Rússia

17 de julho de 2012 9 comentários

Nas ultimas férias, um dos meus destinos foi a Russia, em Maio/Junho deste ano. Nessa época do ano, em Moscou, costuma escurecer depois das 10h da noite e já fica claro às 4h da manha. Estive nas cidades de São Petesburgo, Moscow e Novgorod.

Em Moscow, fiquei no Hostel Godzillas (indicação do Blog), que tem um ambiente jovem, descontraído, é limpo, organizado e muito, muito bem localizado. Perto, tem vários cafés, restaurantes, estação de metro, pracinhas, um mercadinho que fica aberto até mais tarde. Visitei o bairro kitai gorod, arbat, o parque gork, sky bares com vista de toda cidade, a Catedral Cristo Salvador, o luxuoso shoping GUM, catedral de São Basílio, Kremlim, Praça Vermelha, o teatro bolshoi, as inumeras igrejas que tem por toda a cidade (é impressionante! As vezes, chega a ter uma a menos de 200 metros da outra, com aquela arquitetura diferente e fascinante), as estações de metro são lindas, com vitrais, estátuas, lustres enormes, bustos de pessoas famosas, uma atração à parte!

Moscow é uma metrópole cosmopolita, agitada, como eu já tinha ouvido muito falar: é realmente um outro país dentro da Rússia, pois nas duas outras cidades, foi um pouco diferente. De Moscow fui a Novgorod, que é uma pequena e fascinante cidade russa histórica, ao norte de Moscou, fui de trem e a viagem durou toda a noite. Me hospedei no hotel Volkov, pertinho da estação de trem, uns 10 minutos a pé. O hotel era simples, barato e com boa localização também, no dia que cheguei, os adolescentes estavam comemorando o fim do colegial, então, tinha gente por toda a cidade fazendo festa, tirando fotos com os colegas.

Visitei o kremlin, que é muito bem cuidado, com varias igrejas e monumentos.Embora as pessoas não falassem inglês, eles sempre estavam disponíveis para ajudar, dar alguma informação ou apenas serem gentis.

São Petesburgo, é uma cidade linda, com varias construções que impressionam pelo tamanho e beleza. Fui a catedral de Santo Isaac, fiz um passeio de barco a noite para assistir a abertura das pontes, o metro de la é tão lindo qto o de Moscou, um show de arquitetura, fui a Peterfof, fiquei horas naquelas livrarias gigantes de vários andares (a Lu tb tinha comentado aqui no blog), fui a vários cafés charmosos, gostosos e baratinhos, as vezes, eu simplesmente andava pela nievsky prospect, que é sempre movimentada e segura, inclusive, de madrugada. Como não fumante, uma coisa que me incomodou na viagem a Russia é que lá, não existe um espaço restrito para fumantes, ou seja, as pessoas fumam nos cafés, bares e restaurante, na rua, sem o menor respeito pelo que não fuma. No fim do dia, eu já tinha fumado passivamente dezenas de cigarros, alem de ficar com a roupa e o cabelo cheirando a cigarro.

 Li bastante sobre a Rússia aqui no blog, me diverti e aprendi muito sobre a cultura com as descrições da Lu, a verdade é que cada vez que eu lia, eu ficava mais curiosa para ir lá me certificar das coisas que eu estava lendo.

O povo russo é bastante hospitaleiro e bacana, num segundo momento. Bem parecido com o povo brasileiro como a Lu diz. Quando você esta em apuros, sempre aparece alguém para te ajudar. Fui ajudada varias vezes, no metro, sempre aparecia um para me ajudar a subir e descer escadas com as malas. Quando eu estava procurando informações sobre um guarda volumes na estação de metro, teve uma mulher que deixou o marido dela e foi comigo em busca de informações. No dia que a senhora atendente mal humorada da venda de bilhetes de trem disse não enteder inglês, um casal, que tb não sabia inglês, fez mímicas para que pudéssemos entender se o bilhete que eu queria comprar era numa cabine com cama, se era de ida e volta ou somente ida. Na verdade, todos esses exemplos que dei foram em Moscou, que por mais cosmopolita que seja, ainda é necessário que vc tenha uma noção do alfabeto cirílico e de poucas palavras em russo, pois nem todos entendem inglês e tem paciência para tentar entender o que vc quer dizer.  Nas outras cidades russas, não tive nenhum problema com a língua. Estudei um pouco de russo mas falo pouco, tenho noções do alfabeto cirílico. Adorei todas as comidas russas típicas que experimentei.

Durante a minha viagem, me apaixonei por aquele povo, pela cultura, pela historia do pais, pela comida, pelas paisagens entre uma cidade e outra, e me identifiquei muito pois me lembro de ter lido no blog da Lu descrevendo o qto ela era apaixonada pela Rússia.

Categorias:Depoimentos

Depoimento de Viajante – Flávia e Robson , Bolívia

16 de julho de 2012 9 comentários
Boa tarde Lu Russa  gostaria de agradecer imensamente pelo posts que você realizou em relação a viagem que fez a Bolivia.
Minha esposa e eu estivemos lá do dia 05.07.12 até 10.07.12 seguindo o seu blog, sem dúvida foi primordial para nós, seguimos seus passos e comentavámos de você a todo momento, tipo: – Olha, ela esteve aqui !! ou – Eu vi está foto no site!!, kkkk.
 
Sem dúvida a Bolivia nos deixará saudades, e com certeza vamos voltar, pois planejamos nossa viagem da seguinte forma:
 
1 Dia – São Paulo – La Paz
2 Dia – Climatização, fechar os passeios e conhecer a cidade
3 Dia – Death Road
4 Dia – Tiwanaku
5 Dia – Chacaltaya + Valle de La Luna
6 Dia – Retorno a São Paulo
 
Ficamos no Hostal Copacabana, comemos nos El Pot Colonial, entre outras dicas . Nosso custo de viagem ficou em R$900,00 (fora as passagens) para realizar tudo isso em duas pessoas.
Conseguimos realizar tudo que gostariamos e acredito que não poderia ser melhor.
Digo que iremos voltar pois iremos realizar os passeios ao Salar (3 dias) e depois vamos para Copacabana (2 dias) seguindo para Cusco. 
Enfim, em nome de minha esposa Flávia e eu (Robson) gostariamos de compartilhar esta emoção e sensação de liberdade que nos é invadida quando viajamos, somente nós (mochileiros) sabemos a sensação de poder seguir nosso caminho e conhecer lugares exóticos (ex: Bolivia), que segundo o comentário da Lu, sempre é criticado por alguém se falamos que vamos até lá, e são estes tipos de comentários que nos faz irmos além.
 
Um forte abraço e em muito em breve nos falaremos de novo.
Categorias:Bolivia, Depoimentos

Depoimento de Viajante – Milena na Rússia

22 de março de 2012 8 comentários

Não sei explicar porque a Rússia sempre me interessou, mas meu interesse vai muito além dos filmes de espionagem e guerra fria (que adoro!). Sou apaixonada pelos escritores russos: li Ana Karenina, Dr Jivago, Crime e Castigo, etc… Mas um que mora no meu coração e que marcou a minha vida foi um livro de Aleksander Solzhenitsyn chamado “Pavilhão de Cancerosos” (em dois volumes). O livro escrito nos anos 60 se passa em um serviço de oncologia de uma cidade soviética. Através da experiência do câncer, passando pelo sofrimento e a morte, seguimos os pontos de vista dos médicos, infermeiros e doentes, onde cada um se indaga sobre o sentido da vida. São personagens muito diferentes e posições sociais que se misturam e é claro que o pano de fundo é o sistema político e o contexto soviético. Li este livro na minha adolescência e há alguns anos tive a sorte de encontrá-lo em um sebo quando morava em Porto Alegre.

Mas a Rússia de hoje já não é mais a mesma e apenas recentemente consegui realizar meu sonho de colocar meus pézinhos em solo russo. Não fui muito longe nem me aventurei muito: comecei por São Petersburgo, a cidade mais européia da Rússia.

Apesar de ser uma cidade grande e atualmente entrando no clima túristico, ainda não é fácil encontrar informações pertinentes nos guias túristicos (ao menos os livros europeus que consultei), e foi por isso que comecei a buscar pela internet experiência de pessoas que já tinham visitado ou vivido lá. Acabei encontrando o blog da Lu, repleto de informações, história, fotos e dicas de quem já morou na Rússia e voltou recentemente em visita. Li, recomendo e ontinuarei lendo para sonhar com outros destinos!!!
Tudo correu muito bem durante a minha estadia, não poderia ter sido melhor: frio na medida certa, um pouco de neve (eu sempre sonhei com a cidade no inverno e sob a neve!), até o suficiente de chuva para aproveitar alguns museus sem culpa.

O que mais gostei? Caminhar horas e horas por todos os cantos da cidade, ruas, canais, pontes… Sempre observando a arquitetura linda e as pessoas.
Foram apenas 4 dias para descobrir esse local fascinante, mas o suficiente para ficar com gostinho de « quero mais » e pensar em voltar assim que possível.

Milena Fischborn

St.Petersburgo,Russia

CLIQUE AQUI para ver outros Depoimentos de Viajantes

Usou dicas de viagem aqui do blog ? mande o seu depoimento com 2 fotos para :

garotinharuiva@yahoo.com.br

Categorias:Depoimentos

Depoimento de Viajante – Pedro na Rússia

23 de fevereiro de 2012 26 comentários

A minha viagem para a Rússia foi inesquecível. Tudo começou há mais de um ano atrás quando eu decidi em buscar as minhas origens e aprender o idioma russo. Tentei várias vezes achar um professor particular de russo em Brasília, mas devido à escassez de profissionais na área fui começar a aprender pela internet em um site de aprendizagem gratuita de línguas. Foi lá que eu conheci a Anya, que me ajudou com o idioma e que com o passar do tempo e longas conversas pelo Skype se tornou minha namorada. Estou aprendendo o idioma desde então e me apaixonando cada vez mais por esse povo interessante, e principalmente a Anya, claro.

Foi então que eu decidi me encontrar com Anya na vida real e conhecer o país dos meus antepassados. Passei ao todo um mês na Rússia em uma cidade pequena no interior da República da Chuvashia (Чува́шская Респу́бликa / Чăваш Ен), chamada Shumerlya (Шумерля ou Çĕмĕрле), durante o inverno de 2012. Foi um mês sem palavras, muito divertido. A vida em uma cidade no interior da Rússia é muito diferente do que a vida no Brasil. Eles falam outra língua além do russo dentro da Chuvashia, o que gerou certas situações um tanto interessantes, como quando um senhor bastante embriagado e falando que era um veterano da guerra do Afeganistão começou a discutir comigo em chuvash enquanto eu explicava que eu só falava russo no meio da rua; e no final ele traduzir do chuvash para o russo que ele estava apenas me pedindo um cigarro!!!!! Um dos problemas é que a minha namorada também não fala chuvash e quando encontrávamos alguém que começava a falar em chuvash nós ficávamos mais perdidos do que cego em tiroteio!

Sem dúvida a língua russa é uma das mais difíceis no mundo e foi graças à Anya que eu conseguia me comunicar sem muitos problemas com todos, mas a comunicação com a sua família foi mais fácil, pois todos tiveram muita paciência comigo, pois nós brasileiros, somos ainda muito exóticos para eles. Eles me disseram que com certeza eu era o primeiro brasileiro em sua pequena cidade no meio de duas florestas e banhada pelo rio Sura.

Há muitas diferenças entre o Brasil e a Rússia, mas há também muitas semelhanças. As diferenças começam na culinária e no modo de tratamento um pouco “frio” dos russos. Os russos e particularmente os Chuvashs comem bastante e a comida é mais pesada do que no Brasil. A comida é muito boa com destaques para o Pelmeni, as sopas tradicionais com grande presença para o caviar, que confesso não me agradou muito. As semelhanças são o modo de tratar os visitantes, pois os russos são muito receptivos e fazem de tudo para agradar os hóspedes. Porém o povo Chuvash, segundo minha namorada é um povo muito fechado e já fora considerado um dos povos mais rudes de toda a Rússia.

Como fiquei hospedado na casa dela, tive muitas oportunidades para comunicar com sua família. Fui descobrindo aos poucos que o pai da Anya, o senhor Nikolai, serviu à marinha na época da união soviética e tinha muitas histórias interessantes para contar e o principal motivo para ele abandonar à marinha foi claro o nascimento de Anya e o lugar da sua última missão, a costa do Brasil. Na época a mãe da Anya, a senhora Valentina que é médica e por isso tinha seus compromissos nessa pequena cidade do interior, achava o Brasil muito longe e não queria que seu marido partisse para o Brasil. Pois é, depois de tanto tempo e tanta estória, parece que com a minha vinda, o Brasil não se desapegou a essa simpática e simples família do interior.

O povo russo, além de muito supersticioso, é muito apegado à sua cultura e história. Durante a minha estadia, pude conhecer veteranos da segunda guerra mundial. Quando em Moscou, fiquei hospedado na casa de outro Nikolai, só que esse construía foguetes há muitos anos atrás. As pessoas com quem eu me comunicava eram de fato bastante interessantes e muito mais simples do que aqui, mas sem deixar de lado as piadas e o bom humor.

Só tenho mesmo que agradecer a todas as pessoas que me receberam muito bem e de fato todas serão guardadas com muito carinho em meu coração e deixarão muitas saudades. Foi graças a esse blog e ao meu amor por Anya que eu tomei coragem e parti com minha mochila para a Rússia.

Foi com certeza a melhor viagem da minha vida e com certeza virão outras para o mesmo lugar e com as mesmas pessoas maravilhosas que eu conheci. 

Pedro Athayde.

Para vocês se localizarem, a Rep. da Chuvashia no mapa abaixo. É ainda parte europeia da Rússia e a capital fica a mais ou menos 650 km de Moscow :

Leu o blog e usou as dicas em alguma viagem ?? Participe do Depoimentos de Viajantes !!!! É só mandar um e-mail com depoimento e duas fotos da viagem para :

garotinharuiva@yahoo.com.br

Categorias:Depoimentos

Entrevista com Daniele Malerba

13 de dezembro de 2011 9 comentários

A Dani Manis Malerba é uma conterrânea aqui de Tatuí , que passou uma boa temporada vivendo nos USA com a família, por isso quis fazer uma entrevista com ela, para saber como foi a vida por lá, e talvez ajudar algumas pessoas com suas percepções sobre os Estados Unidos.

Dani, como você foi para nos USA ? e qual cidade vc morou ?

Bom Lu, fui para lá pq meu marido foi a trabalho,e eu e minha filha Liz de 6 anos fomos acompanhá-lo. Moramos em Dearborn e depois em Ann Arbor, ambas no estado de Michigan.

Que tipo de visto vc obteve ? foi muito burocrático, difícil ?

Visto B1/B2, e quanto a dificuldade…acredito que dentro dos procedimentos normais…nada de atípico !!! Fora a papelada…agendamento, fila do consulado…todos temos que passar !

Como foi na imigração americana quando você chegou lá ? Fizeram muitas perguntas ?

Não…foi tranquilo, pois o meu marido estava com a carta de recomendação e instrução da Companhia.

Qual foi sua primeira impressão ao chegar nos USA?

Tudo muito grande, amplo, muito confortável !!!

Como foi em relação às pessoas ? o que achou dos americanos no geral ?

Muito tranquila Lu…só tenho a agradecer…pois convivi com muita gente e guardo todas as pessoas no meu coração…os americanos são mais frios, mas consegui quebrar esse gelo !!!

Você acha que os Americanos atendem bem no comércio, restaurantes ?

Sim…não tive problemas !

Você sentiu ou presenciou algum preconceito em relação aos brasileiros ou latinos ?

Não…só senti muita vergonha alheia em cidades turísticas com a atitude de alguns brasileiros que encontrei casualmente !!! Mas onde estávamos…fomos tratados na normalidade !!!

E sobre comida ? vc se adaptou ? como era sua alimentação ??

Sim…nós três não tivemos problemas…a Liz sofreu um pouco mais…mas se encontra tudo que temos aqui e eu cozinhava todos os dias !!! arroz, feijão, carnes e saladas…

Quais outras cidades que vc conheceu e qual foi a que vc mais gostou ?

Cidades foram inúmeras…pq lá é tudo muito grudado…mas as principais foram…New York, Chicago e Orlando. Chicago é maravilhosa, New York é um desejo, mas Orlando no Magic Kingdom na Disney, a cada vez que eu vou eu me encanto mais…e dessa vez eu tive a felicidade de proporcionar esse SONHO para minha filha !!! Foi demais !!! E Ann Arbor…vai ficar para sempre no meu coração…uma cidade pitoresca, aconchegante, linda, onde se encontra a Universidade de Michigan…então , uma cidade jovem, alegre, fantástica !!!

Você estudou em alguma escola lá ? gostou ?

Sim….se chama Access International Language Institute…fantástica !!! professores perfeitos e relacionamentos maravilhosos…fiz muitos amigos !!!

Como foi o progresso do seu Inglês ? deu pra falar legal ?

Comecei no Beginning e depois de 2 meses trouxe meu certificado no Advanced, pois eram 4 horas de aula por dia e à tarde eu ensinava português para um dos meus professores Aaron Taylor.

Cite coisas que vc mais gostou sobre a vida nos USA e coisas que menos gostou.

Tudo foi perfeito…adorei tudo de verdade…me adaptei muito rápido e o que menos gostei foi de ficar longe de todos que amo aqui no meu país…da minha profissão que é uma coisa que está no sangue…e das minhas aulas de Direito !!!

Obrigada , Dani !!! engraçado, mas eu também tenho somente recordações boas em relação à minha vida nos USA, só tenho coisa boas comigo, amigos que moram em meu coração, povo tudo de bom, só experiências boas. Adoro o país e sinto quando alguém fala mal ou não tem experiência muito boa lá. É um país que sempre estará em meu coração, especialmente pela pouca idade que eu tinha quando eu morei lá. E que bom que a Dani só teve experiências boas também…:)

Veja mais entrevistas no blog, CLIQUE AQUI !

Categorias:Depoimentos

Depoimento de Viajante – Lenice

22 de novembro de 2011 5 comentários

Marrakech – Um cafézinho rústico e um suco de laranja inequecíveis.

Cheguei em Marrakech em novembro de 2010. Me senti como se eu estivesse em minha cidade (Aracati-CE-Brasil). O transito totalmente desorganizado, carros velhos, carrocas, animais, pessoas pedindo esmolas…  etc. Mas o caos familiar não estava no transito, mas dentro do souk (mercado). Ainda me arrependo de não ter empurrado um daqueles motociclistas que ficavam circulando pelos becos e disputando espaço entre as pessoas. Mas no meio dessa loucura encontra-se lugares lindos e tranquilos, varios palácios, casas de banho… Não dava nem vontade de sair para não se deparar novamente com aquelas coisas. Fui na ilusão de fazer muitas compras, pois pensava que tudo sairia baratinho, mas foi engano ou não soube como pechinchar. Me identifiqui muito com as pessoas, acho que por eles me verem como se eu fosse uma árabe. No mercado no meio daquela loucura, os vendedores nos convidavam a comprar seus produtos, eu ei falava apenas shukra (obrigada, pois já tinha aprendido no Egito e com meus colegas árabes aqui no curso de alemão) e eles se afastavam depressa espantados, meu marido caía na gargalhada.. Kkkkkkk. Cheguei a uma proposta de ser trocada por 2 camelos, mas de primeira meu marido negou. Que chato… queria pelos menos saber quantos camelos eu valeria. Acho que tudo não passou de uma brincadeira. Fui resistente ao tomar o famoso suco de laranja, mas ao ver tantos tomarem resolvi provar e não parei mais. Que suco gostoso e barato. Conheci o óleo de Argan na ida a Essaouira. Foi incrível ver o mar do outro lado (Canoa Quebrada) de onde várias vezes eu olhava e ficava imaginando como seria. Pena que estava frio. Para quem vive na Alemanha tomando esse chafé que eles tem não tem mais vontade de sair de Marrakech após o primeiro gole de cafe que eles servem. Parecia que o café tinha sido feito pela minha avó. Que saudade. Quero voltar ao Marrocos. Acho que tenho raizes árabe, e quero conhecer mais esse povo tão próximo e ao mesmo tempo tão distante.

Lenice Hache   21.10.2011

CLIQUE AQUI para ver outros Depoimentos de Viajantes

Usou dicas de viagem aqui do blog ? mande o seu depoimento com 2 fotos para :

garotinharuiva@yahoo.com.br

Categorias:Depoimentos

Depoimento de Viajante – Vanessa

12 de outubro de 2011 12 comentários


Olá, meu nome é Vanessa e em Agosto estive na Argentina com meu namorado, a viagem foi fantástica, aprendi bastante, passeei muito, conheci pessoas, fiz compras também, experimentei comidas diferentes, enfim de tudo um pouco, posso afirmar que é uma viagem para atender a todos os gostos!
Peguei muitas dicas aqui no blog da Lu Russa, fiz o roteiro todinho sozinha, por isso foi tão importante ouvir as dicas de quem esteve lá. O hotel que fiquei era próximo ao que ela esteve, assim foi fácil me localizar e por exemplo, provar e retornar várias vezes ao Buona Giunta, restaurante onde (concordo plenamente coma Lu) vendem-se as melhores empanadas da Argentina!
Recomendo também a visita a livraria El Ateneo, que já foi um teatro, mas hoje em dia é uma galeria e tem também um café onde era o palco, o lugar é deslumbrante, enche os olhos! Adorei!
Outra dica que peguei aqui e recomendo muito é a visita a El Tigre, a cidade é linda, fui de trem e lá comprei um passeio e a volta para Buenos Aires de barco, tinha direito a um city tour com guia, um passeio de barco pelo delta do Rio Tigre e depois levava de volta a Puerto Madero em Buenos Aires, também com guia, gostei muito, recomendo!

Dicas minhas:
Vá ao show de tango no Senõr Tango, o lugar é lindo demais, comemos e bebemos muito bem e o espetáculo é realmente grandioso!
Experimente o milk shake de DOCE DE LEITE no Hard Rock Café! O sabor é único!

PS LuRussa> Fiquei muito feliz pela viagem da Vanessa e seu namorado ! pessoas queridas !!! Vanessa eu conheço desde pequenininhaaaaa..:)

CLIQUE AQUI para ver outros depoimentos de viajantes !!!

Categorias:Depoimentos
%d blogueiros gostam disto: