Início > Gastronomia, saopaulo > Restaurante Acrópoles – cozinha grega !

Restaurante Acrópoles – cozinha grega !

Simplesmente é o restaurante grego mais tradicional de São Paulo, inaugurado em 1954 em pleno bairro judeu Bom Retiro, traz a tradicionalíssima cozinha grega , que no meu paladar, é tudo uma delícia ! difícil de escolher somente um prato.

Um ambiente tipo boteco, SUUUUUUUUUPER simples, pequeno e até um pouco apertado, esse restaurante conquistou os corações dos paulistanos, e até já saiu nas revistas Veja, vários jornais, VejaSP, recomendadíssimo pelos chefs do Brasil todo, especialmente os de São Paulo, e também aclamado pelas celebridades do mundo da TV e políticos ( há várias fotos na parede do restaurante de todos os famoso que já passaram por lá… ).
O dono do restaurante é o senhor Trasso (Thrassyvolos Georgios Petrakis), de 95 anos, grego, e muito simpático !!! fica lá o tempo inteiro, nos dá sugestões, fala com paixão sobre sua comida, nos alegra !!! Ele fala com os comensais o tempo inteiro, demais ! Não existe cardápio lá ! o sistema é diferente e descontraído…você vai até a cozinha e escolhe lá mesmo a comida que você quer comer 🙂

Foi tudo mais que perfeito ! primeiro que eu estava acompanhada por um casal pra lá de especial, minha amiga Juliana e seu marido. Conversamos muiiiiiiiiiiiiiito ! deu para matar a saudade e botar a fofoca em dia !


Bom…vamos ao que interessa ? De entrada, nós pedimos salada grega e coalhada seca com pepino ( chama-se TZATZIKI ). É servido com pãezinhos.Muito bom! ( a coalhada seca com pepino é divina ). Os pãezinhos são servidos bem quentinhos, pra comer com a coalhada seca, fica muito gostoso.

Prato principal, nós pedimos o tradicional Moussaká ( que eu amoooooooo ! ) – é a base de beringela, carne moída, batatas e molho branco com iogurte grego. Estava sensacional — a porção individual é enorme.

A minha amiga Ju e o marido, pediram respectivamente : camarão à parmeggiana com risotto de frutos do mar, e peixe com risotto de frutos do mar.


Na hora da sobremesa, depois de mais de 2 horas de mesa, de muita conversa, e toda essa delícia que saboreamos aos poucos…eu pedi a famosa baklava de sobremesa.  A primeira que comi foi na Grécia, e digo uma coisa — essa que comi no Restaurante Acrópoles é tão boa quanto !!!

A Ju pediu o brasileiríssimo pudim de leite condensado, que estava exatamente no ponto de doçura ! muito bom !!!
PS> desculpe gente, as fotos não ficaram tão boas, por que eu deixei minha “câmera super poderosa” em casa, e levei uma pequenininha compacta…( a lente não é legal…)
Bom, e para finalizar, tiramos fotos com o Sr. Trasso, que sempre estava ali à nossa inteira disposição, com sua simpatia e simplicidade. We love greek food !

————————————————————————————————————————————————–

A revista VEJA SÃO PAULO nomeia Thrassyvoulos Georgios Petrakis como personalidade gastronômica

Thrassyvoulos Petrakis do Acrópoles é a personalidade gastronômica 2009/2010 segundo a revista Comer & Beber Foto 2-O bem-humorado Seu Trasso: quatro décadas dedicadas à culinária grega do AcrópolO bem-humorado Seu Trasso: quatro décadas dedicadas à culinária grega do Acrópoles
O bem-humorado Seu Trasso: quatro décadas dedicadas à culinária grega do Acrópoles

por Mario Rodrigues, Veja São Paulo

Dono do restaurante grego Acrópoles, Thrassyvoulos Georgios Petrakis, conhecido como “Seu Trasso”, veio para São Paulo em 1961. Junto da primeira mulher e da filha recém-nascida, desembarcou na capital depois de quinze dias de viagem de navio. Atendia ao chamado de uma cunhada para tocar o bazar que ela mantinha no Tremembé. Também passou a trabalhar como garçom no Acrópoles, aberto em 1959 por um conterrâneo. A vida de Seu Trasso sofreu um terrível abalo em 1969, quando perdeu toda a família em uma tragédia ocorrida numa casa de veraneio em Santos. Desde então, passou a se dedicar integralmente ao restaurante, no qual chegou a gerente, até comprá-lo, no início dos anos 70. “Era um lugar muito simples”, recorda-se. “Fiz várias reformas”. O endereço cinquentão do Bom Retiro continua de grande simplicidade e muito bem cuidado. Está sempre tinindo de nova a pintura azul e branca das paredes, cores da bandeira da Grécia. Na porta do salão, esbanjando energia aos 91 anos, ele recebe a clientela com um largo sorriso e indica os lugares. Também apresenta a cozinha aberta, onde são preparados o saboroso mussaká, a lula recheada e o carneiro assado que deram fama à casa. Atento a tudo, ralha com os garçons caso o pão do couvert não chegue à mesa quentinho. Até hoje, encarrega-se das compras. Acompanhado do motorista, chega às 7 da manhã no Mercado Municipal para selecionar os produtos. Só deixa o Acrópoles quando acaba o movimento do almoço, em geral com a filha Katherine, de 21 anos. Volta ao restaurante no início da noite e permanece lá até a hora de fechar. Ainda encontrou fôlego para abrir, no fim do ano passado, uma filial do Acrópoles nos Jardins, tocada pelas filhas Aglaia e Niqui.

Por sua longa contribuição à gastronomia paulistana, o restaurateur Thrassyvoulos Georgios Petrakis recebe de VEJA SÃO PAULO o título de Personalidade Gastronômica do ano.

                                                                                                    CLIQUE AQUI para ver o link da reportagem na Veja.

E por falar em comida grega, CLIQUE AQUI e veja minha viagem à Grécia, há mais de 4 anos atrás……..

Anúncios
Categorias:Gastronomia, saopaulo
  1. alcione
    20 de outubro de 2011 às 12:21 PM

    EU TAMBEM JA FUI LA…HÁ UNS 6 MESES ATRÁZ,SOU DE GOIÁS ESTAVA EM SAO PAULO FAZENDO COMPRAS E UM TIO DE UMA AMIGA DISSE QUE ERA MARAVILHO…ADOREI AS SALADAS, QUE NA VERDADE É SEMPRE MEU PRATO PREFERIDO…APESAS DE CONHECER COMIDAS DE VARIOS PAÍSES ELO FATO DE TER MORADO NOS EUA, ADORO A COMIDA GREGA…ASSIM COMO A MEXICANA…

  2. Ana
    3 de outubro de 2011 às 6:31 PM

    Nossa, estou amando essas dicas gastronômicas no seu blog. Comi em um restaurane nepalês em Lisboa e me apaixonei, você conhece algum em SP?

  3. 19 de setembro de 2011 às 8:35 AM

    Menina, comida grega = amor. Eu nem sei se em Recife tem restaurante grego, vou procurar! Beijos e obrigada pela visita!

  4. Thaís
    18 de setembro de 2011 às 11:21 PM

    Oi Lu ! que coincidência, eu vi o programa na GNT sobre esse restaurante, sabe aquele chef francês ? então, ele foi ao restaurante e fez uma linda matéria lá, amei tudo e fiquei com vontade de tudo. Agora que você foi, eu fiquei ainda mais com vontade !beijinhoss

    • 18 de setembro de 2011 às 11:23 PM

      eu também vi esse programa com o Chef Olivier Anquier, muito bom !!!!!

  5. ANA
    18 de setembro de 2011 às 11:19 PM

    QUE DELÍCIA LU…MORO BEM PERTO E NUNCA SOUBE DESSE LUGAR, COM CERTEZA UM DIA VOU CONHECER , OBRIGADA PELA DICA

    BJÃO

    ANA

    • 18 de setembro de 2011 às 11:23 PM

      nossa, Ana !! mora perto e ainda não conhece ??? bora conhecer !!! bjossssss

  6. 18 de setembro de 2011 às 8:49 PM

    Nunca comi Moussaká. Quero conhecer.

    • 18 de setembro de 2011 às 8:53 PM

      é uma delícia,Ana – um dos meus pratos favoritos !

  7. 17 de setembro de 2011 às 6:21 PM

    Ah, a comida tem uma cara tão boa!

    • 17 de setembro de 2011 às 7:56 PM

      ótimo !!! vc tem q experimentar !
      bjos !

  8. Quéroul
    17 de setembro de 2011 às 2:09 PM

    eu morro de vontade de ir, mas é a primeira vez que eu leio que o ‘seu’ Trasso é bem-humorado. acho que você deu sorte porque tava vazio; já ouvi dizer que ele expulsa o povo que fica enrolando na mesa, hehehe. deve ser um grego fofo, como eles são <3.

    quero experimentar a moussaká também. sou a maior experimentadora de moussaká da terra, aloka.
    =*

    • 17 de setembro de 2011 às 3:38 PM

      nossa ! é a segunda vez que vou, fui ano passado e o Sr Trasso estava muito bem humorado, aliás, sempre !!!
      bjos!

  9. 17 de setembro de 2011 às 11:16 AM

    Luuuu, como vc conseguiu ir lá vazio ? Me conta por favooor ! rsrss Foi durante a semana ? Que horas ? Eu sempre sofro tanto nas filas … Aiaiiiii ….
    Delícia de comida neh !!!

    Beijão

    • 17 de setembro de 2011 às 12:00 PM

      Gabi, a gente chegou mesmo a comer umas 14:00 — estava bem vazio…ficamos na mesa até as 16:00….almoço tarde já não tem mais gente 🙂

    • 17 de setembro de 2011 às 4:02 PM

      ah Gabi, fui durante a semana
      sábado é IMPOSSÌVELLLLLLLLLLLL

  10. 17 de setembro de 2011 às 9:39 AM

    Foi tudo tããããããããããããão bom ♥♥♥

    • 17 de setembro de 2011 às 12:01 PM

      Ju, foi maraaaaaaa, e a conversa melhor ainda !

  11. 17 de setembro de 2011 às 8:24 AM

    Ah, fiquei morrendo de vontade de comer o prato da sua amiga e o seu doce….

    Devia estar divino….

    • 17 de setembro de 2011 às 12:58 PM

      Mi..o baklava é divino ! igualzinho ao que eu comi na Grécia !

  12. 17 de setembro de 2011 às 8:24 AM

    Nossa, nem parece que ele tem 95 anos!

    Vejo que ultimamente você anda indo a vários restaurantes de comida típica em SP. Você precisa ir ao Efendi e comer a melhor esfiha do Brasil!!!!

    Bjs

  1. 3 de setembro de 2012 às 4:07 AM

Adoro comentários ! respondo todos :)

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: