Início > Blá blá blá > Acho isso feio, arrogante e esnobe.

Acho isso feio, arrogante e esnobe.

Eu já morei, estudei e trabalhei em 7 países e nunca falei mal do Brasil. Já morei em países maravilhosos e aparentemente “perfeitos”, onde tudo funciona, e também já morei em países muito problemáticos, onde só o brasileiro enxerga o “glamour” . Mas eu nunca falei mal do meu país. Morei em países da Escandinávia , onde tudo é lindo e no lugar, mas que tinha protesto de trabalhadores todo santo dia !!! era briga da polícia contra os trabalhadores o tempo todo nas ruas….e o povo reclamando….Também já morei em outro país rico que toda semana uma pessoa era estuprada no bairro e que a violência doméstica estava no ranking # 1 do mundo….( não estou falando mal de nenhum país e muito menos elevando o Brasil lá no alto !!! ).

Um exemplo : eu estava conversando com um brasileiro que havia chegado da França e foi lá na escola conversar comigo em francês , pois ouviu dizer q eu falava francês. A primeira coisa q ele me disse : nosssa !!! que absurdo !!!!! eu fui no mercadinho e a mocinha que me atendeu nem conhecia direito os tipos de queijo brie !!!!!! fiquei chocado !!!!que ignorante !!!

Acho tão, mas tão, mas tão ESNOBE quando os brasileiros moram em outros países e ficam falando mal do Brasil o tempo inteiro, sabe ? ou aqueles que viajam a estudos ou mesmo a turismo e voltam todos bestas, pensando que lá fora é o paraíso !!!???? meu, não tenho paciência com pessoas assim. É aquele estilo de cuspir no prato que comeu , sabe ? É o tipo de pessoa que nega suas raizes, sua família, e tenta ser o que não é – ou seja – tenta ser Europeu ou Americano, mas MAL sabem que sempre serão os estrangeiros , sempre. HUMILDADE , please ! é isso que falta, e é isso que eu sempre estarei em busca, humildade, simplicidade, apreciação pelo que tem, agradecimento. A atitude que cito acima, que muitos brasileiros têm , eu acho no mínimo feio, arrogante e esnobe.

#prontofalei !

Anúncios
Categorias:Blá blá blá
  1. Patrícia Nascimento
    27 de maio de 2016 às 11:33 AM

    Eu amo viajar pelo mundo e até evito falar sobre os lugares que conheço. Um dos motivos, é que não importa se Vc vai falar bem ou mal do Brasil, a maioria das pessoas vai te achar esnobe pelo simples fato de preferir passar suas férias na Europa, do que em uma praia local, que Vc já cansou de ir. Na verdade, acho que rola uma invejinha mesmo! Só o fato de dizer que vai p Caribe, por exemplo, muitas pessoas já dizem que Vc é metida e ainda perguntam: “pq Vc não viaja pelo Brasil mesmo?”. E na verdade, cada um viaja p onde quiser. Certo?

  2. Lene Moura
    26 de novembro de 2013 às 10:42 PM

    Parabéns pela postagem,mais eu estava na net procurando algo sobre esse assunto pois hoje me deparei com uma situação enojante,a uns 2 dias atrás uma conhecida minha foi Morar no Sul pelo que me consta a dita Cuja nunca saiu daqui,agora que foi de mala e cuia mora em outra região ao chegar lá,acredito que antes de desfazer as malas gritou as quatro ventos por facebook que agora que está em lugar civilizado se sente como se nunca tivesse conhecido o estado onde ela morou 32 anos detalhe ela não só morou aqui e nasceu,e que nunca gostou daqui e que aqui é tudo horrível e que agora sim ela se sente alguém de verdade é que Belém e cidade para os fracos e pessoas sem futuro que agora ela se sente gente…fiquei enojada com isso,caramba quando ví isso fiquei tão chocada que até a expulsei de meu facebook.que vcs acharam?

    • 26 de novembro de 2013 às 10:45 PM

      Nossaaaaa Lene , q pessoa mais besta !!!! cuspindo no prato que comeu , a terra mãe q te deu sustento até seus 32 anos … São nessas horas q conhecemos as pessoas. Não da pra aguentar gente assim . Um dia ela vai precisar ainda de Belém …

  3. Gi
    2 de março de 2011 às 8:49 AM

    Parabéns pelo seu ponto de vista!
    Estou contigo e não abro!
    Bjinho

  4. 23 de maio de 2010 às 1:56 PM

    Vixe, essas horas da uma vergonha de ser brasileiro =/

  5. 17 de maio de 2010 às 8:58 AM

    Polemica…. Melhor avisa que estou c o teclado desconfigurado e nao tenho acento, caso contrario alguem vai me bombardear aqui, rs.
    Lu, acredito que o Brasil nao e o melhor pais do mundo e muito menos o pior, rs. Nasci aqui, tenho que fazer propaganda do meu pais, do contrario quem fara, certo?
    Tb sou contra desvalorizar o local em que se vive, afinal e tudo uma questao de governo, um dia eles saem do poder, rs.
    Bjaooo

  6. 15 de maio de 2010 às 10:33 PM

    Tenho uma colega que nasceu na Argentina, quando tudo deu errado lá, ela e a família se mudaram para Campinas, aonde fizeram a vida. Lá ela cresceu, estudou, trabalhou, casou com um italiano e se mudou para a Itália. 1 ano atrás, precisou vir ao Brasil (SP) resolver umas papeladas, e se hospedou na minha casa por 3 dias. Fui resolver tudo com ela, enfim, acompanhei ela, levei para almoçar em cada lugar legal, ela se divertiu o tempo todo, dizia que estava amando… na última noite, ela vira e começa a meter o pau em São Paulo, dizendo que aqui era tudo sujo, feio, as pessoas fediam, é, disse isso mesmo… Enquanto eu e meu marido escutávamos quietos a estúpida falar, ela me solta que a vida em Buenos Aires era muito melhor, que a cidade era linda, que isso que aquilo…

    Meu, eu fiquei tão brava, que no dia seguinte, fiz questão de levar ela na 25 de março (era dia 23 de dezembro) bem no horário do almoço, já que a mãe dela, queria ganhar um $$ vendendo bijous da 25 na Itália (olha o nível). Primeiro, porque ela toda cheia de pose pensava que tudo que tinha lá nas lojas de bijous era muito barato para os euros que ela ia gastar, afinal, ela “era européia”. Quando ela viu que a qualidade era boa, e que os euros dela não compravam nem metade do que ela queria, ela ficou quieta e disse que queria ir embora. Mas mesmo assim comprou umas bugingangas horríveis – que era o que o dinheiro dela dava pra comprar.

    Depois que foi embora, nossa amizade ficou abalada, por isso, hoje para mim ela é uma colega – não mais que isso. Não fica mais hospedada na minha casa, afinal, se quer viajar e se quer ser a boazona européia, que tenha descência e dinheiro para pagar sua estadia em um hotel. E pelo que eu vejo nas fotos que ela posta, a vida dela na Europa é tão boa, tão boa, que eles estão plantando para ter o que comer.

    A vida dá muitas voltas mesmo.
    Bjos, Lú

  7. Luiza Meyer
    15 de maio de 2010 às 5:41 PM

    Lu, e viajar para o outro, em vez de viajar para si mesmo? Como se viagem fosse uma competição de status, e não um caminho para novas descobertas… Viva o lado simples da vida! Não à bobeira de viajar para contar vantagem aos outros!

  8. 15 de maio de 2010 às 5:32 PM

    Oi Lu, falou tudo nesse post, como tem gente que é tão esnobe por tão pouco. As pessoas tem preconceito delas mesmas, mas mesmo que elas queiram ou passem anos vivendo em outros países, continuarão sendo brasileiros, então o mínimo que podem fazer é honrar suas origens. Bjos

  9. 14 de maio de 2010 às 11:26 AM

    vc sabe que se alguem falar mau do meu pais vai levar cachimbada né!
    Se esta insatisfeito com minha terrinha, vá pro exteior então..conviver com os problemas de lá, ser discriminado e a porra toda (nossa, to falando que nem baiano agora!)

    rs

    bjossssss

  10. 13 de maio de 2010 às 7:29 PM

    Oi Lu! Saudades de passar por aqui…

    Então… o pior que essa questão do povo que come mortadela e quer arrotar caviar rsrs, acontece também em diversas áreas profissonais, não só para aqueles que moram ou já moraram fora. Acho que é uma pobreza de espirito e que infelizmente em algum momento de nossas vidas sempre vamos nos deparar com pessoas assim. Mas…ignora. um beijo grande. Mara

  11. 13 de maio de 2010 às 4:56 PM

    Odeio tb superioridade de quem vem de fora e acha q nós DEVEMOS entender… Tipo, uma vez estava no shopping com uma amiga e conhecemos dois tenistas dos EUA. Conversamos até q um deles disse “ainda bem q vcs falam inglês. Todos aqui deveriam falar e não sabem”. Como assim, todos deveriam? Quem estava fora de casa, em terra alheia? Não era eu, era ele. Eu e minha amiga nos olhamos e saímos! O cara, no tom de voz, foi mto arrogante, se achando melhor pq era dos EUA! Ah, vá, né?

  12. 13 de maio de 2010 às 4:39 PM

    Olá Lu tudo bem???

    Adorei seu post!!! Eu ADORO o Brasil, acho que aqui temos um clima ótimo e pessoas muitooooo bacanas e isso é o nosso cartão de visita…

    Acho terrível ouvir brasileiros falando mal do Brasil, fico muitooo irritada quando ouço o Pelé metendo o pau no Brasil, tipo sei que aqui temos muitoooooos problemas, mas as vezes ele poderia fazer igual ao Maradona que SEMPRE fala bem da Argentina…

    Mas enfim é isso que acho…

    Beijinhos.

  13. Giovanna Cialone
    13 de maio de 2010 às 8:20 AM

    Lú concordo integralmente com vc!Bjos.

  14. kely
    12 de maio de 2010 às 10:39 PM

    pq vc mora tão longe??? saco viu? adoraria tê-la mais perto para loooooongos papos sobre os deslumbres de torrar que tenho visto por aqui… rsrsrsrs! vem logo, poxa! beeeeeeeeeeijo.

  15. monica
    12 de maio de 2010 às 7:01 PM

    Eu concordo com voce. Fomos em Portugal achei tudo muito lindo, povo bacana, mas não troco o meu Brasil por nada deste mundo.
    Passear é muito bom e divertido, mas ver as nossas belezas naturais e até mesmo nossas palafitas dá um frio na barriga de alegria por ser brasileira.
    com carinho Monica

  16. Lucinda
    12 de maio de 2010 às 1:28 PM

    Mas não são apenas os brasileiros que agem dessa forma. Os portugueses são iguais. Acham sempre que “lá fora” é que é bom. Claro que a maior parte dessas pessoas nunca saiu de Portugal na vida.

  17. Laurinha
    12 de maio de 2010 às 9:46 AM

    É verdade ! brasileiro tem sindrome de vira lata !concordo com o comentário feito aqui.

  18. 12 de maio de 2010 às 9:38 AM

    Por mais que passamos a conhecer novas culturas sempre seremos brasileiros, mesmo com os problemas politicos e outros que temos, o Brasil é lindo! E o brasileiro é o tipo de pessoa mais adaptável que existe, talvez pela mistura de raças e culturas que tivemos. O Brasil é sempre bem visto por estrangeiros, menos por ‘certos’ brasileiros que não conhecem de verdade seu país.

  19. 12 de maio de 2010 às 1:26 AM

    Muito bom seu post, Lu! Sim, é muito triste ver tanta banalidade em termos do “ser”, do “existir”… Acredito que mais do que preconceito, é uma espécie de esvaziamento do ser, do principal do ser, do viver… É como se houvessem muitos espaços vazios que não foram preenchidos na formação, e que qualquer coisa serve para preenchê-los mesmo que seja com futilidades, mesmo que seja com a falta de respeito pelo ser humano, pelo carinho que todo ser vivente merece simplesmente por existir, mesmo que seja com as medidas falsas que o dinheiro dá a quem não costuma usar os sentimentos, o respeito, a gentileza, a caridade e tanto mais… É muito triste ver tanta coisa… Outro dia deslinkei um blog francês que tinha gostado e que então vi que a pessoa com quem tinha simpatizado antes falava horrores do Brasil… Só a França era “civilizada” e “culta”… Enfim, vemos de tudo um pouco em vários lados, como este brasileiro que menosprezou uma trabalhadora simplesmente porque não conhecia tipos diferentes de queijos que aqui nem são consumidos pela maioria. Enfim, precisamos cuidar da formação interior de nossas crianças, pois a base é tudo para que não se tornem adultos deslumbrados com o que não é o principal e que faltem o respeito com os nossos semelhantes. Perdoe se me alonguei…Bjkas carinhosas!

  20. Jordana
    12 de maio de 2010 às 12:55 AM

    Tenho conhecimento de tristes pessoas, que NUNCA botaram o pé fora da própria cidade, mas só pq conhece alguém que namora alguém que mora na Europa se acha a última coca-cola do deserto e quer pisar em gente que tá ali lado a lado com ela…RIDÍCULAS

  21. Cáritas
    11 de maio de 2010 às 10:44 PM

    Pior que gringo metido a besta é brasileiro que se acha!

    Post 10!
    Beijos moça!

  22. Karen
    11 de maio de 2010 às 8:47 PM

    Garota,vc arrasa ! 100% , Lu!

    O deslumbramento cega as pessoas.

    Eu moro na Alemanha há 12 anos e acho esse tipo de brasileiro deslumbrado um verdadeiro saco!

    Vem me visitar, Lu!

    saudades, Karen

  23. 11 de maio de 2010 às 8:23 PM

    Ah! Esqueci: isso de se achar americano ou europeu é ainda mais ridículo. Brasileiro fala “os latinos” como se nós não fôssemos. Morro de rir quando vejo alguém se referir a países latinos como se o Brasil não fizesse parte.

  24. 11 de maio de 2010 às 8:22 PM

    Eu não concordo. Em geral brasileiro é super arrogante e só fala que tudo do Brasil é melhor do mundo. Acho muito, mas muito nojentas essas pessoas que dizem que as mulheres brasileiras são as mais lindas, que a comida brasileira é a melhor do mundo, que a música brasileira é a melhor… muito ridículo. Brasileiro só tem senso crítico no exterior. Se você entrar em qualquer blog ou comunidade de brasileiro no exterior e prestar atenção, só vai ver gente criticando os outros países como se aqui fosse tudo perfeito. Falta HUMILDADE também na hora de enxergar os defeitos da sua própria cidade, seu próprio bairro, seu próprio país.

  25. 11 de maio de 2010 às 7:42 PM

    Não precisa sair do país pra fazer isso, basta sair da sua cidade ou do seu estado. Olha, se tem uma coisa que me tira do sério é ouvir ” nessa cidade nada presta”, ” nesse lugar nada funciona”, de gente vindo de outras cidades ou estados. Se tá tão ruim aqui, volta pro lugar de onde vc veio, ue´!! Ninguem ta aqui implorando pra vc ficar, o lugar de onde vc veio não é maravilhoso? Volta pra lá e pára de reclamar.. eu, quando achei que a cidade onde fui criada não ” servia” mais pra mim, ué… peguei minhas coisas e fui embora pra outro lugar, arrumei trabalho em outro lugar, demorou, ams deu certo. Ficar o tempo todo reclamando nos ouvidos dos outros ninguem merece. Concordo, acho muita falta de educação. beijos;)

  26. 11 de maio de 2010 às 7:35 PM

    Essa mentalidade de colonizado, que ainda quer abanar o rei!

  27. 11 de maio de 2010 às 6:02 PM

    O Cazuza, bem nascido e que era menino mimado até porr4loucar no Barão, tinha um verso perfeito pra isso, tá na música Burguesia: “são caboclos querendo ser ingleses”.

  28. 11 de maio de 2010 às 3:24 PM

    Aqui na Holanda eu vejo essencialmente dois tipos de brasileiros: os que vivem sonhando em voltar ao Brasil e passam seus dias comparando as coisas aqui e acolá (para estes eu digo: o paraíso não existe e se está tão infeliz aqui, volte). E aqueles que acabam decidindo (por questões meramente pessoais) ficar por aqui mesmo e se propõe a criar uma vida feliz, apesar de tudo e de todos. Eu me encaixo no segundo grupo e evito a companhia do primeiro (fujo mesmo). Sou a primeira a dizer que a vida aqui na Europa não é o paraíso que muitos acreditam…mas convenhamos, (sobre)viver no Brasil também é uma arte! A gente pode ser feliz ou infeliz em qualquer lugar do mundo. O paraíso é uma questão pessoal, como bem disse Richard Bach.

    (Texto tirado do meu blog.)

  29. 11 de maio de 2010 às 3:12 PM

    A Brunna resumiu bem a minha opinião nesta frase: temos que ponderar as coisas boas da vida sem preconceito. Concordo em gênero, número e grau.

    beijos transatlânticos…

    • LuRussa
      11 de maio de 2010 às 3:14 PM

      Claro ! concordo com vocês . Temos que ponderar !

      Eu ,por exemplo, prefiro algumas coisas importadas do que nacionais, como perfumes !!!

  30. 11 de maio de 2010 às 3:10 PM

    Entendo bem o que você quer dizer e concordo: este deslumbramento cego irrita!!! Geralmente é gente que morou uns poucos meses fora e não passou desta fase inicial. Por outro lado, moro há 15 anos na Holanda e posso dizer que outra coisa que me irrita (e muito) é brasileiro que vive aqui e só sabe falar mal do país e só sabe vangloriar o Brasil (porque lá no Brasil é melhor blablabla). Já falei pra muita gente: se é tão ruim aqui, porque não vai embora…Não, não renego minhas raízes mas no momento em que decidi ser cidadã do mundo (sem nacionalismos exacerbados) minha vida ficou mais fácil. The world is my shell (sério).

    Sei lá…já passei há muito tempo do estágio de dizer que na Holanda é melhor (deslumbramento) ou que no Brasil é melhor (desilusão). A gente tem de aprender de uma vez por todas que o paraíso é a gente que cria, e independe de coordenadas geográficas.

    Sem falar que ninguém é feliz comparando, nem dá pra comparar duas coisas diferentes…enfim, prefiro tirar o melhor de dois mundos. E tem funcionado!

  31. Marília
    11 de maio de 2010 às 2:55 PM

    O povo que acha que tudo que é do estrangeiro é melhor, é porque se sente inferior sempre. É o famoso complexo de vira-lata,como disse o nosso amigo aqui no comentário.

  32. Thaís
    11 de maio de 2010 às 2:53 PM

    Lu você sabe que morei 8 anos em NYC e também acho esse deslumbramento muito feio ! sempre corria de brasileiros desse tipo.

    seu blog é tudo !

    bjocas!

  33. 11 de maio de 2010 às 2:45 PM

    Sinceramente espero que o último comentário intempestivo não tenha sido motivado por meu comentário. Gostaria então de frisar o que disse:

    “Conheço muita gente que ouve “SOMENTE” música gringa, “SÓ” bebe vinho ou cerveja importada porque é mais chique.”

    • 11 de maio de 2010 às 2:49 PM

      filipe, desculpe se pareceu “intempestivo”, não foi minha intenção. aquele comentário foi apenas minha opinião, não quis ofender ninguém!

      • 11 de maio de 2010 às 2:51 PM

        o deslumbramento que irrita…rsrs

  34. 11 de maio de 2010 às 2:30 PM

    Gente…peço que , antes de qualquer pitaco, LEIAM o texto do blog, o post. Não tenham preguiça.

    Não se baseiem somente em 1 ou outro comentário…rsrsrs

    • 11 de maio de 2010 às 2:42 PM

      não estou falando necessáriamente de você. estou dando minha opinião sobre esse assunto em geral e sobre um comentário que um leitor fez que achei que tinha algo pra falar sobre!

      • 11 de maio de 2010 às 2:44 PM

        eu sei que não !! rsrs
        tanto q tenho experiencia no exterior suficiente.
        Eu quis dar um parecer geral, e para as pessoas lerem antes !!!!!bjos

  35. 11 de maio de 2010 às 2:13 PM

    Eu não vejo nenhum mal em gostar de coisas estrangeiras. mesmo porque é arrogante admitir também que o brasil é melhor em tudo em relação a outros países, na música, na bebida (como foi citado aqui) e etc… se tem uma bebida estrangeira que no meu gosto pessoal é mais gostosa que uma nacional não vou beber a nacional só por ser do meu país! como acho igualmente arrogante ficar falando por aí que Brasil é lugar de macaco e que todo lugar que não seja aqui é melhor, porque não é verdade e todo mundo sabe.

    temos que ponderar as coisas boas da vida sem preconceito. nossa casa é o mundo! eu ainda quero morar em muitos países e conhecer todo o mundo, e isso não me faz arrogante! pelo contrário, não vou viajar de primeira classe ou em jatinho particular tomando champanhe! eu vou na classe econômica e ficar em albergue, e isso não me faz pior que ninguém…

    enfim!

  36. 11 de maio de 2010 às 1:38 PM

    Olá! Legal o post e concordo com o que vc disse e com os outros comentários…moro na Suécia e passo pela mesma coisa…
    Tem um monte de gente que acha que eu tenho vida de princesa, que sou rica e blablabla…e eu digo que não, que tenho uma vida normal sem nenhum glamour! Quando eu estou no Brasil evito ao máximo falar que moro fora, pq qnd sabe ficam sempre “nossa!! ai que chique”… Ou então acham que eu sou esnobe por causa disso… Eu só converso sobre a Suécia com pessoas que me conhecem bastante… E na verdade eu me sinto mal de contar pra outras pessoas, exatamente porque vão achar que eu quero ser melhor…
    Outra coisa que me irrita bastante também é brasileiras aqui na Suécia que vivem reclamando da Suécia! Como se o país tivesse o dever de ser perfeito em tudo por ser de 1o mundo…
    Acho que temos que sempre ter humildade, não importa onde estivermos…e tentar nos adaptar da melhor maneira possível!

  37. ALESSANDRA
    11 de maio de 2010 às 1:24 PM

    Nossa AMEI o que vc disse…acho realmente que tem pessoas que se acham, pq moram ou estudaram fora…tudo passa a ser maravilhoso. Fui viajar o ano passado e confesso que tive vontade de morar fora, mas sei que a visão que tive foi de turista..então tudo estava perfeito… mas a vivência é tudo em qualquer situação, pois é ela que vai te mostrar a realidade das coisas e pessoas.
    Confesso que ainda tenho vontade de morar em outro país como uma experiência de vida, mas sempre voltaria pro ninho hehehe.
    Bjuxxx e abaixo os esnobes rsrsrrs.

  38. Ellen
    11 de maio de 2010 às 1:17 PM

    Oie! Concordo com você! Eu morei na Espanha e atualmente moro no Canadá e acredito que o Brasil é muito melhor em algumas coisas e pior em outras. Cada lugar tem seu lado bom e ruim. Odeio as pessoas que quando digo que moro fora, tipo no MSN, me falam: ai que chique!! Que chique o caramba!! hahaha Ralo muito e pior longe das pessoas que eu gosto. Brasileiro, na maioria das vezes, tem esta mania de grandeza. Beijos.

    • 11 de maio de 2010 às 2:32 PM

      Eu tenho um verdadeiro HORROR a deslumbramentos…rsrs

  39. 11 de maio de 2010 às 10:56 AM

    Não precisa nem sair do país. Conheço muita gente que ouve somente música gringa, só bebe vinho ou cerveja importada porque é mais chique. É o nosso complexo de vira-lata.
    O conceito torna-se parte do indivíduo. Se você acredita que é inferior, e vai para um lugar onde coisas que você anseia em seu país, realmente acontecem, é tudo maravilhoso.
    Jogo é jogo e vice-versa. 😉

  40. 11 de maio de 2010 às 10:04 AM

    Até porque uma coisa é viajar de turismo outra coisa é morar em um outro pais.. dai vamos ver realmente os problemas e dificuldades destes paises! bjs

  1. No trackbacks yet.

Adoro comentários ! respondo todos :)

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: