Reflexões, Viagens

As expectativas


As expectativas.

Não não há como fugir delas. Aliás, graças a todas essas expectativas, que vc tem vontade de conhecer algum lugar, de viver em algum lugar estranho,no estrangeiro ou sei lá onde. As expectativas são frutos não somente de sua imaginação e talvez ilusao, e sim de uma prévio conhecimento do lugar que vc quer explorar. Esse conhecimento pode ser através de livros de história, de estórias da literatura clássica, de obras de artes de pintores que estiveram nesses lugares, transformando suas visões em telas belíssimas (como por exemplo os quadros de Van Gogh que retrata Provence-France ), e é claro de fotos de pessoas que estiveram no lugar , bem como livretos de guia turísticos e afins.
O que não levamos em conta, coincidentemente,é o mais importante. Todas essas expectativas que temos a respeito de um lugar estranho são visões de outras pessoas, visões que precedem o estado de espírito de cada um. Claro que vc tem uma pré-informação dos lugares que vc irá conhecer, elas que criam as expectativas em vc, mas essa informação é pessoal – não sua – mas de outras pessoas, e da vida que elas levavam ao dar essa informação. Por exemplo, se um pintor está na Rússia, em Moscow, St.Petersburgo, ou qualquer outra cidade russa, e se por acaso ele está vivendo uma época de desilusão e depressão, todo esse sentimento, por mais que ele esteja pintando as pontes maravilhosas de St Petersburgo, o sentimento verdadeiro dentro dele vai ser todo transmitido em sua tela. E vice e versa. Se um artista está vivendo a fase mais feliz de sua vida (o q eu duvido q isso se transformará em uma bela tela, pois na minha opinião nossa arte fica melhor nos dias de tempestade…), mesmo que ele esteja pintando um dia sombrio na Romênia, em plena Brasov, castelo do Dracula, essa tela pode ser retratada de uma maneira muito mais romântica e “cor-de-rosa”, diferentemente do que ele está visualizando na real escuridão de Brasov ( Brasov é MUIIIIIIIIITO cinza ).E isso acontece com todo mundo. Depende muito de tudo o que está acontecendo em sua mente quando vc está perante a uma arquitetura clássica ou um jardim magnífico em algum país estrangeiro. O meio é importante e nos faz apreciar as belezas do lugar, mas muito da sua opinião será conseqüência de como vc está interiormente naquele dia, ou especialmente, da pessoa que está perto de vc. Imagine Paris, uma cidade tão linda e romântica ( famosa por ser romântica, embora eu não ache ), vc e seu namorado, observando a cidade toda da Torre Eiffel, e ao mesmo tempo discutindo alguma coisa, algum problema de relacionamento ou ciúmes, a cidade acaba ficando a mais feia e a menos romântica de todas que vc já esteve. Por isso é bom sempre estar aberto e “puro” de coração e alma, para poder apreciar todas as maravilhas que milhares de lugares pelo mundo nos oferece. Não tem que pensar em mas nada, apenas no momento. Temos que viajar sem “bagagens sentimentais”.(ok,impossível, esquece..rsrsrs)

Anúncios

Adoro comentários ! respondo todos :)

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s