Itália, Países Islâmicos, Reflexões, Tour2008, Turquia

Observações de Liquidificador – Parte I

ro
[Foto : nas ruas de Roma]
Não existe lugar perfeito, nem pessoas perfeitas. Mas acredito piamente que existe momentos perfeitos, os quais são muitos em minha vida. E falando em perfeição….vários momentos dessa minha viagem e de outras muitas vezes que estive no exterior , eu que sou uma observadora nata, eu sinto que o Brasil é um lugar “quase” perfeito para viver. ( quando falo do Brasil, digo, a minha região…rsrs…não conheço o Norte ,Nordeste ou Centro Oeste..rs ).
Não sei se a minha cidade onde moro no Brasil é tão limpa assim ou eu que estou meio cega, mas muitas vezes me assustou a sujeira que eu andei vendo por aí…..digo, na Europa. Em Roma, por exemplo, foi o meu maior choque. Eu nunca tinha visto tanto morador de rua e mendigos em toda a minha vida, nem mesmo na Rússia, onde existe muitos mendigos e principalmente ciganos pedindo por dinheiro nas ruas de St Petersburgo e Moscow. O lixo também me deixou um pouco assustada……….o lixo na cidade de Roma é todo jogado na rua, os sacos de lixo das casas são todos jogados nas calçadas, não sei se não tem um serviço que passa pegar o lixo todos os dias como tem na minha cidade, mas lá eu via lixo e mais lixo nas ruas, de dia, a noite, o tempo todo.E as pessoas que pedem em Roma entram em todos os lugares fechados possíveis, como lojas, restaurantes, etc….elas não pedem somente nas ruas. Muitas pessoas que eu diria ” suspeitas ” … Como brasileira, nós sabemos quando um ladrãozinho o bate-carteira está por perto, não sabemos ??? então, tive essa sensação em Roma várias e várias vezes e presenciei 2 furtos. Muitos bêbados caídos deitados nas ruas também. Sempre temos que tomar cuidado , principalmente a noite, quando voltamos de uma balada. Claro que isso é algo típico de grandes metrópoles européias, americanas, asiáticas, acredito que no mundo todo. Mas eu já estive em grandes metrópoles bem mais seguras e limpas do que Roma, com certeza.

Em Istanbul eu não vi tantos mendigos assim, aliás, quase nem vi, mas o que mais incomoda lá são os vendedores insistentes de rua…..Eles querem te vender tudo, o tempo todo, insistindo feito loucos, quase te puxando pelo braço para que comprasse suas bugigangas. Isso acontecia muito no centro da cidade e também aos arredores. Muitos deles eu via que eram praticamente mendigos, não sei se moravam nas ruas, acredito que não, mas eram praticamente pessoas que estavam pedindo dinheiro.
Na Espanha também eu senti um “ar” américa do sul …….rsrs…… Muito parecida com Buenos Aires, da arquitetura, cafés, lojas , até os mendigos, prostitutas, vendedores de rua e ladrãozinho bate-carteira. Primeiro eu fiquei hospedada num albergue bem na rua central de Madrid, uma rua que é conhecida como a rua da prostituição da Espanha. E é visivelmente que as prostituas e os garotos de programa, como também os cafetões , são todos da América do Sul, nós conhecemos os rostos das pessoas peruanas, colombianas, ou seja, os países hispânicos da America do Sul. Também vi muitos brasileiros trabalhando nas ruas de Madrid, tentando sobreviver naquela cidade europeia. Muitos mendigos em Madrid pedindo esmola em português…..muitas pessoas oferecendo coisas para comprar com um sotaque brasileiro muito bem reconhecido. Aliás, em todos os lugares que eu fui na Espanha, como restaurantes, bares, botecos, lanchonetes , eu percebia o grande número de brasileiros trabalhando como empregados. Também percebia que quase todos eram da America do Sul, pela fisionomia mesmo, uma fisionomia de Índio, que provalmente eram do Peru, Mexico, Colombia, Bolívia. Geralmente fazendo os trabalhos típicos de pessoas que vão à Europa para conseguir uma vida melhor.
Uma coisa legal que presenciei no centro de Madrid foi um protesto dos pais separados. A passeata se chamava Custódia Compartida. Foi uma passeata para que a lei do governo espanhol mude e passe o direito de guarda dos filhos aos pais (homens).Muito legal eu ter presenciado isso.

es
[ Passeata em Madrid ]
Mas ainda, o lugar onde eu vi mais estrangeiro morando e trabalhando foi Roma.
Na Grécia o “lance” era outro. Não vi muitos mendigos , nem pessoas pedindo, muito menos pessoas querendo me vender coisas nas ruas. Mas algo me chamou atenção logo que pisei em solo grego : os cachorros de rua. Ou melhor, os “cachorros oficiais de rua “. Então, na Grécia tem muitos cachorros de rua, eles andam todos em bandos, o número é imenso e assustador. Mas algo legal nisso tudo é que TODOS os cachorros de rua usam coleiras com um código. Eu percebi isso e no início eu pensei que eles não fossem cachorros de rua, por causa das coleiras, seria impossível. Mas eu comecei a ver muitos, muitos, muitos deles morando nas ruas mesmo e então perguntei a um grego. Ele me disse que os cachorros de rua de Athenas são todos cadastrados, todos tem coleiras com um código e todo mês são levados para banho, tosa e limpeza geral pela prefeitura de Athenas. E mais, a prefeitura de Athenas todos os dias tem um serviço de pessoas que trabalham para alimentar esses cachorros. Por isso são limpinhos, muito bem alimentados, mesmo vivendo na rua.Não é o máximo ?? Eu amei essa.

Ahh, estava me esquecendo !!!!!!!! Uma outra coisa que pude presenciar na Turquia foi um incêndio em um apartamento bem no centro de Istanbul. Eu estava passando em frente ao local quando o corpo de bombeiros chegou…

Anúncios

2 comentários em “Observações de Liquidificador – Parte I”

  1. Em roma também vi uma quantidade impressionante de mendigos. No AEROPORTO tinha um mendigo pedindo dinheiro e um monte de xixi do lado dele. A Fontana di Trevi é cheia de pickpockets e a cidade suja.

  2. Nossa, ameeei seu blog! E ri bastante nos seus posts sobre a viagem ao Marrocos. Gente, que coragem ir ao banho turco, eu não tenho coragem… eu iria rir feito louca! hahahah Adorei, sempre estarei por aqui para ler o que você passa em suas viagens. Sempre fui louca para fazer viagens assim, como vc faz! 😀

Adoro comentários ! respondo todos :)

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s